Ouça a rádio

Compartilhe

Belo e Gracyanne Barbosa recebem ordem de despejo e acumulam dívida de R$ 260 mil

Casal teria que pagar rescisão do contrato, IPTU, contas em atraso e indenização por danos morais ao dono do imóvel

Gracyanne e Belo não teriam pagado aluguéis de imóvel

O cantor Belo e a esposa Gracyanne Barbosa receberam uma ordem de despejo após acumularem meses de atraso no pagamento dos aluguéis do imóvel localizado em São Paulo. A dúvida do casal com o dono da mansão ultrapassaria R$ 260 milhões.

Além dos aluguéis atrasados, o casal ainda teria que pagar pela rescisão do contrato, IPTU e contas de consumo que estariam em atraso, um montante que chega a R$ 221.159,86. As informações são do Splash UOL.

O valor da multa contratual seria de R$ 46.139, 85. Descontado pela justiça, a multa teria sido atualizada para R$ 3.239,85. Além disso, Belo e Gracyanne ainda precisam pagar uma indenização por danos materiais no valor de R$ 38.667,09, por estragos à mobília do imóvel.

O contrato teria sido firmado entre o proprietário do local e a empresa de Belo, Central de Shows e Eventos Ltda, em 2017. O processo segue na justiça desde maio de 2019, mas Belo e Gracyanne foram incluídos na ação em novembro do mesmo ano, em polo passivo.

A decisão da ordem de despejo foi revelada por Fábia Oliveira, do EM OFF. A colunista afirmou que os atrasos seriam do aluguel do imóvel onde o casal mora atualmente, no Rio de Janeiro, mas a informação foi negada pela assessoria do cantor.

Em nota, a assessoria de Belo afirmou que o casal vai requerer ao TJSP que deixem de constar na ação. "As responsabilidades financeiras e jurídicas relacionadas ao termo são de responsabilidade da Central de Shows e Eventos Ltda., não do casal. O próprio Judiciário se pronunciou neste sentido ao negar a exclusão da empresa do processo", afirmou.

"O artista e sua mulher vão requerer ao TJSP que deixem de constar como parte da ação. Só não o fizeram porque não foram devidamente citados no processo, sem que sequer tenham se defendido até aqui — o que será feito em ação própria. Tomaram conhecimento do caso por meio do trabalho equivocado e irresponsável de jornalistas especializados na cobertura de celebridades, que não se furtam a tratar de maneira leviana um assunto tão sério quanto a moradia de uma família e o seu direito à defesa nessa seara", disse em nota.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store