Ouça a rádio

Compartilhe

Leo Lins é demitido do SBT após fazer piada de criança com hidrocefalia: AACD emite nota de repúdio

Humorista mencionou o Teleton durante a piada, ação que o SBT realiza anualmente para ajudar a AACD

Leo Lins está fora do SBT

O humorista Leo Lins não faz mais parte do “The Noite”, programa apresentado por Danilo Gentili no SBT. Desde o fim de semana, um vídeo em que o humorista faz piada de uma criança com hidrocefalia e menciona o Teleton começou a circular na internet. Por isso, a emissora decidiu demiti-lo.

"Eu acho muito legal o Teleton, porque eles ajudam crianças com vários tipos de problemas. Vi um vídeo de um garoto no interior do Ceará com hidrocefalia. O lado bom é que o único lugar na cidade onde tem água é a cabeça dele. A família nem mandou tirar, instalou um poço. Agora o pai puxa a água do filho e estão todos felizes", disse na ocasião.

Vale lembrar que o SBT realiza, anualmente, campanha para arrecadar dinheiro para o Teleton, que pertence à AACD, entidade que também se manifestou após repercussão do vídeo nesta segunda-feira (4).

“Em uma fala extremamente infeliz e bastante capacitista, ele ataca pessoas com hidrocefalia, chama as pessoas com deficiência de 'crianças com vários tipos de problemas' e mostra desrespeito aos moradores do Ceará”, diz parte da nota.

Confira a nota na íntegra:

“A AACD repudia veementemente a 'piada' feita por Leo Lins em vídeo divulgado recentemente nas redes sociais do comediante. Em uma fala extremamente infeliz e bastante capacitista, ele ataca pessoas com hidrocefalia, chama as pessoas com deficiência de 'crianças com vários tipos de problemas' e mostra desrespeito aos moradores do Ceará.

Ele cita diretamente o Teleton, marca que no Brasil pertence à AACD, e há 25 anos tem contribuído para transformar vidas de milhares de pessoas com deficiência física de todas as partes do Brasil. A atitude de Leo Lins também configura crime, conforme prevê o artigo 88 da lei 13.146/2015 - 'Praticar, induzir ou incitar discriminação de pessoas em razão de sua deficiência: Pena - reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, e multa'.

Esse tipo de 'piada' é de extremo mau gosto, capacitista e incabível na sociedade em que vivemos hoje, pois vai na contramão de um mundo mais inclusivo pelo qual lutamos todos os dias. A AACD aguarda um posicionamento público com pedido de desculpas de Leo Lins. Combater o capacitismo, o preconceito a pessoas com deficiência, é missão de todos nós”.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store