Ouça a rádio

Compartilhe

Filho de Compadre Washington revela que pai deve R$ 100 mil de pensão: 'se for preso, lamento' 

Luiz Felipe, de 20 anos, disse que o pai não procura ele há nove meses 

Compadre Washington não visita o filho há oito anos

Luiz Felipe, filho do cantor Compadre Washington, disse que o pai deve mais de R$ 100 mil de pensão. Em entrevista à Record TV, o jovem, de 20 anos, revelou que a relação com o músico, vocalista do "É o Tchan", não é tão próxima. 

Ao ser questionado sobre a possível prisão do cantor, Luiz disse que "lamenta" e que o pai não é tão presente na sua vida. "Não o tive na minha formatura", contou o jovem. Além disso, ele comentou que não conversa com o pai há nove meses e que há oito anos ele não o visita em sua casa, em Campinas, em São Paulo.  

Esta não é a primeira vez que Compadre Washington é processado por não pagar pensão. Três anos atrás, Luiz chegou a entrar na Justiça contra o pai. "Foi feita uma proposta de acordo pelos advogados dele e entramos em consenso. Foi feito o pagamento da dívida em aberto", destacou. 

Como ele não cumpriu o acordo por completo, uma quantia ficou pendente e gerou o valor da dívida. A Justiça já foi acionada pela mãe do garoto no decorrer dos 12 anos pedindo o pagamento da pensão.

"Ela fazia hora extra no trabalho, abdicava do tempo dela comigo pra trabalhar mais ainda e conseguir me dar mais conforto. O que era pra ser uma coisa dividida entre ela e meu pai ficava só pra ela e sobrecarregava", contou o menino. 

Prisão decretada

No último dia 4 de junho, saiu na mídia que a prisão do cantor foi decretada pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP). No entanto, após a repercussão, a assessoria de Compadre Washington disse que “não existe mandado de prisão expedido” contra o cantor.

Além disso, destacou que “o processo tramita sob segredo de justiça, razão pela qual não é permitido o vazamento de informações”.

“Deixamos claro que os únicos que têm acesso a esse processo são os advogados habilitados e as próprias partes, e será requerida uma apuração sobre quem violou a proteção do segredo de Justiça”, diz o texto.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido