Ouça a rádio

Compartilhe

PL faz convenção no Rio para oficializar candidatura de Bolsonaro

Presidente discursou para milhares de pessoas no ginásio Maracanãzinho

Bolsonaro lidera convenção do PL no Rio

O presidente Jair Bolsonaro teve o nome oficializado em convenção no seu partido, o PL, neste domingo (24), em um evento que reúne milhares de pessoas no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. O ex-ministro General Braga Netto foi confirmado como candidato a vice, como já era especulado.

O evento começou por volta das 11h e foi aberto com uma oração do deputado Pastor Marco Feliciano (PL-SP). A primeira-dama Michelle Bolsonaro falou em seguida e fez um discurso com referências religiosas e ao ataque sofrido por Bolsonaro em Juiz de Fora, em Minas Gerais.

"A reeleição não é por um projeto de poder, como muitos pensam, não é por status, porque é muito difícil estar desse lado, é por um propósito de libertação, é um propósito de cura para o nosso Brasil. Declaramos que o Brasil é do senhor", afirmou.

Em discurso no centro de um palco montado no ginásio, Bolsonaro destacou ações de seu governo, principalmente sobre obras de infraestrutura e disse que não foi fácil montar sua equipe de ministros.

"Iniciamos um governo com sérios problemas éticos, morais, econômicos... formar ministérios não foi fácil, muita gente queria que fosse feito como em outros governos. Mas conseguimos, com coragem, escolher o time de ministros", afirmou.

O candidato à reeleição também destacou programas sociais, como o Auxilio-Brasil e repetiu que o benefício deverá ser mantido para o ano que vem.

"Na pandemia, gastamos 15 anos de Bolsa Família. Como esse governo não pensa nos mais pobres? Dentro da responsabilidade fiscal, extinguimos o Bolsa Família, que pagava em media R$ 190 - e tinha mulheres ganhando R$ 80 -, passaram a ganhar no minimo R$ 400. Com apoio do Parlamento, passamos para R$ 600. Esse valor será mantido a partir do ano que vem", afirmou.

Aliados

A convenção partidária do PL reúne aliados de Bolsonaro, como Feliciano e até o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). Ovacionado pelos apoiadores no Maracanãzinho, Lira foi destaque na fala de Bolsonaro.

O presidente da Câmara segura mais de 100 pedidos de impeachment contra o presidente da República e foi uma das únicas autoridades do país a não se manifestar sobre a reunião do início da semana passada em que Bolsonaro atacou o sistema eleitoral em uma reunião com embaixadores estrangeiros.

"Tivemos a presença marcante do presidente da Câmara, meu amigo de longa data, Arthur Lira. Ele é o dono da pauta na Câmara dos Deputados. Nada é colocado em votação se não for por decisão dele (...). Se não é o Arthur Lira, esse cabra da peste de Alagoas, não teríamos chegado a esse ponto. Obrigado, Lira", agradeceu.

Além de Lira também compareceram à convenção, os deputados federais Daniel Silveira, Hélio Lopes, Bia Kicis e Carla Zambelli, os ex-ministros Tarcísio Gomes de Freitas, Eduardo Pazuello e Tereza Cristina e até o advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store