Ouça a rádio

Compartilhe

Fachin dá prazo de cinco dias para Bolsonaro se manifestar em ação sobre reunião com embaixadores

YouTube informou que não vai remover vídeo do encontro entre presidente e embaixadores 

Ministro Edson Fachin

O presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, estipulou prazo de cinco dias para que o presidente Jair Bolsonaro se manifeste sobre uma ação do PDT que pede a exclusão das redes sociais do video da reunião do presidente com embaixadores no Palácio do Planalto. 

Na ação que pede a retirada dos vídeos, o PDT cita ataques às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral brasileiro. A sigla também pede que Bolsonaro seja multado por propaganda antecipada e irregular. Fachin solicitou a manifestação de todas as partes do processo e o Ministério Público Eleitoral também deve se manifestar. 

Nesta quinta-feira (20), o YouTube informou que não irá remover da conta do presidente Bolsonaro o vídeo da reunião com os embaixadores. Por meio de nota, a plataforma disse não ter encontrado violações na publicação. 

“Nossa equipes trabalham arduamente para garantir que tenhamos um equilíbrio entre liberdade de expressão, valor fundamental do YouTube e a segurança das pessoas que diariamente buscam por informação na plataforma”, diz o YouTube. 

A nota diz ainda que foram consultados especialistas externos, criadores de conteúdo e sociedade civil para definir as regras da plataforma. “Nossas avaliações levam em conta o conteúdo do vídeo, independentemente de número de inscritos, gênero, etnia ou ideologia do dono do canal”, afirmou o YouTube.


Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store