Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Tríplice Coroa do Cruzeiro: Alex revela bastidores de volta olímpica em 2003

Alex estava suspenso em jogo do título brasileiro e ‘invadiu’ o campo do Mineirão para volta olímpica

Leandro, ex-lateral-esquerdo, e Alex, ex-meia, em volta olímpica antes do fim de jogo contra o Paysandu

Leandro, ex-lateral-esquerdo, e Alex, ex-meia, em volta olímpica antes do fim de jogo contra o Paysandu

Acervo/Cruzeiro

Alex relembrou, em entrevista à Itatiaia, o jogo que rendeu ao Cruzeiro o título de campeão brasileiro de 2003. O ex-meia celeste estava suspenso e acabou assistindo à conquista dos camarotes do Mineirão, em Belo Horizonte. Com poucos minutos para o fim da partida, o ex-jogador desceu para o gramado e começou a comemoração, com direito a volta olímpica.

“Eu assisto ao jogo ao lado do Alex Dias, do Zezé, na época o governador era o Aécio Neves, estava todo mundo ali junto, com as famílias. E quando vai acabar o jogo, que estou lá em cima e estou acompanhando o jogo do Goiás, o Goiás faz 2 a 0 e já era, não tem mais jeito, um abraço, e eu consigo descer para o túnel”, iniciou.

“E cada membro de familiar que eu reconhecia eu carregava comigo, falei para irmos para o campo, vamos vivenciar hoje algo que talvez seja único, um título de dentro de campo. E o pessoal falou que não ia poder entrar, eu falei que era impossível eu não poder entrar, a gente quebra o portão, faz alguma coisa, mas a gente ia ver esse título de dentro do campo”, disse Alex.

Por fim, Alex também revelou uma “bronca” que recebeu do então treinador celeste, Vanderlei Luxemburgo, por “invadir” o Mineirão e iniciar a festa antecipada. O ex-meia contou ainda que lamentou a suspensão, mas que hoje observa o fato sob outra ótica.

“Levo familiares para dentro do campo, faltam 15 minutos, eu vou abraçar o Vanderlei, Vanderlei me xinga, eu brinco com ele que acabou, esquece, está 2 a 0 aqui, o Goiás tinha feito 3 a 0 contra o Santos, já era, a gente era campeão. Vivenciei do lado de fora, sem pressão de ter que jogar, sem pressão de ser jogador. No dia, lamentei muito, porque queria estar em campo, mas hoje vejo que participei de algo especial do lado de fora”, completou.

A Tríplice Coroa do Cruzeiro completou 20 anos nessa quinta-feira (30), com título brasileiro do Cruzeiro em 2003. Na ocasião, o time celeste bateu o Paysandu em casa, no Mineirão, em Belo Horizonte, e conquistou o Brasileirão com duas rodadas de antecedência.

Em março daquele ano, o Cruzeiro conquistou o Campeonato Mineiro. Já em junho, a equipe celeste, do meia Alex, sagrou-se campeã da Copa do Brasil.

Guilherme Piu é jornalista esportivo com experiência multiplataforma: digital, revista, rádio e TV. Tem dois livros publicados e foi premiado em festivais de cinema no Brasil e no exterior, dentre eles o Cinefoot. Cobriu grandes eventos, como Copa do Mundo, Olimpíada, Copa América e torneios de futebol. Passou por Hoje em Dia, Uol e Revista Placar.
Emerson Pancieri é setorista do Cruzeiro na Rádio Itatiaia, onde atua desde 2016. Graduou-se em Jornalismo pela Newton Paiva, em 2009. Passou também por Transamérica, O Tempo, Band News, Rádio Globo e CBN (onde foi setorista do Cruzeiro de 2012 a 2016 e cobriu o bicampeonato brasileiro 2013 e 2014, além da Copa no Brasil).
Matheus Muratori é jornalista multimídia com experiência em muitas editorias, mas ama a área esportiva. Faz cobertura de futebol, basquete, vôlei, esportes americanos, olímpicos e e-sports. Tem experiência em jornal impresso, portais de notícias, blogs, redes sociais, vídeos e podcasts.
Leia mais