Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Quem é Salma Paralluelo, joia espanhola que fez gols decisivos na Copa Feminina

Durante sua adolescência, a jovem também se destacava no atletismo

Aos 19 anos, a atacante Salma Paralluelo parece gostar de momentos decisivos. Tem sido assim em suas atuações na Copa do Mundo Feminina de 2023. Nas quartas de final, ela saiu do banco de reservas para fazer o gol da classificação espanhola nos acréscimos, contra a Holanda. Na madrugada desta terça-feira (15), a jogadora do Barcelona repetiu a dose.

Substituindo a estrela Alexia Putellas, Paralluelo marcou o gol que abriu o marcador e colocou a Espanha em vantagem contra a Suécia no jogo válido pela semifinal do Mundial. As espanholas até levaram o empate, mas reagiram rápido e garantiram a vitória ainda no tempo regulamentar, no fim do segundo tempo. É a primeira vez que a Espanha chega à final de uma Copa do Mundo.

Se hoje a atleta brilha nos campos de futebol e é considerada uma das mais promissoras jogadoras da nova geração espanhola, o futuro de Paralluelo nem sempre esteve dentro das quatro linhas de um campo. Durante sua adolescência, a jovem era uma exímia corredora e se destacava no atletismo. Ao longo de sua juventude, ela treinou e competiu em ambas as modalidades e queria ser um grande destaque nos dois esportes.

“Sempre me vi alcançando o topo nos dois esportes. Já me disseram que tenho um corpo feito para o atletismo, mas no futebol eles dizem também que tenho ótima forma física e capacidade de aprender quando se trata de treinamento”, afirmou em entrevista ao site da Fifa.

O destino, no entanto, a fez escolher, como era natural em algum momento. Em julho do ano passado, Paralluelo sofreu uma lesão grave no ligamento cruzado anterior do joelho e, durante a sua recuperação, optou por voltar o foco somente para o futebol. “O problema é que, se você quer alcançar grandes feitos, precisa se comprometer com um esporte só, e foi assim que as coisas aconteceram naquele ano. Foi frustrante para mim porque não me recuperei bem da lesão e não pude voltar a ser corredora”, disse a jogadora.

A curta carreira no atletismo, no entanto, não deixou de ser vitoriosa. Com direito a comparações ao jamaicana e lenda olímpica Usain Bolt após ganhar duas medalhas de ouro no Festival Olímpico Europeu da Juventude de 2019, Paralluelo se sagrou campeã nacional nas categorias de 300m, salto triplo, 60m com barreiras e 300m com barreiras.

No futebol, começou na base do Real Zaragoza, mas logo chamou atenção do Villarreal. Lá, se destacou e, em 2022, foi contratada pelo Barcelona, onde foi peça fundamental na conquista da Liga dos Campeões e no Campeonato Espanhol. Na seleção espanhola principal, ela ainda é reserva, mas já mostrou que tem faro de gol e que cresce em momentos decisivos. Já nas categorias de base, Paralluelo foi um dos destaques das conquistas dos Mundiais sub-20, em 2022, e sub-17, em 2018.

A Espanha aguarda a decisão do confronto entre Austrália e Inglaterra para conhecer sua adversária na final da Copa do Mundo Feminina. A partida decisiva será neste domingo (20), às 7h (de Brasília), no Accor Stadium, em Sydney.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais