Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Pilotos e comissários suspendem a greve no feriado de Natal

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) decretou a suspensão da greve até o resultado da próxima convenção coletiva

Depois de cinco dias de paralisação, os pilotos, copilotos e comissários decidiram pela suspensão da greve até a próxima convenção coletiva, marcada para às 12h30 deste domingo (25).

A paralisação dos profissionais da aviação é resultado do pedido não atendido de readequação salarial frente à inflação no Brasil. Além disso, o aumento do preço das passagens não é revertido no pagamento dos pilotos e copilotos.

Os trabalhadores reivindicam reposição da inflação acumulada pelo INPC e aumento real de 5%. Nas primeiras tratativas, as empresas aéreas ofereceram um aumento de 0,5%, dez vezes menor do que o solicitado pelos pilotos e comissários.

De acordo com o Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA), o aumento das passagens é fruto da paralisação da pandemia do Coronavírus, a guerra entre Ucrânia e Rússia e a desvalorização do real frente ao dólar.

Até ás 8h da manhã deste sábado (24), não houve atrasos nem cancelamentos de embarques ou de desembarques no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins.

*sob supervisão de Enzo Menezes

Estudante de jornalismo na UFMG, estagiário no jornalismo digital da Itatiaia.
Leia mais