Ouça a rádio

Compartilhe

Quarenta e três pessoas são resgatadas em condições análogas à escravidão em Araxá

Minas Gerais foi o segundo estado com mais casos de trabalho análogo à escravidão durante operação feita em 22 estados e no Distrito Federal.

Minas Gerais foi o segundo estado com maior número de resgatados

Uma operação do Ministério do Trabalho e Previdência de Minas Gerais (MTP-MG) resgatou 43 pessoas que estavam em condições análogas à escravidão em Araxá, no Triângulo Mineiro. A operação, nomeada de “Resgate II”, teve início no dia 4 de julho, e ainda fará outras ações em Araxá e Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas.

Segundo informações do MPT-MG, os trabalhadores estavam expostos à riscos físicos e acidentes de trabalho, sem prevenções a problemas de saúde. Os pagamentos contratuais também não estavam sendo obedecidos. Do grupo resgatado, 29 pessoas trabalhavam na colheita de café e na criação de bovinos para corte, e outras 14 em uma clínica de reabilitação de dependentes químicos e trabalho doméstico.

A operação, que organizou ações em 22 estados e no Distrito Federal, já resgatou ao todo 337 pessoas no Brasil. Segundo o MPT-MG, deste grupo, 149 trabalhadores também foram vítimas de tráfico de pessoas.

Atrás apenas do Goiás, Minas Gerais foi o segundo estado com mais trabalhadores resgatados, com 82 no total. Além de Araxá, as cidades mineiras de Nova Era, Poço de Caldas, Boa Esperança, Conselheiro Lafaiete, Divinópolis e Uberlândia também foram alvos da operação.

Os resgatados receberam três parcelas do seguro-desemprego no valor de um salário-mínimo e os empregadores flagrados foram notificados a interromper as atividades e formalizar o vínculo empregatício, além de pagar as verbas salariais e rescisórias devidas, que ultrapassam os R$3,8 milhões.

Esta foi a maior ação conjunta do país combatendo o trabalho análogo ao de escravo e tráfico de pessoas, com participação da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) do Ministério do Trabalho e Previdência, Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público Federal (MPF), Defensoria Pública da União (DPU), Polícia Federal (PF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store