Ouça a rádio

Compartilhe

Câncer de tireoide: doença de ex-BBB tem 98% de chance de cura se diagnosticada precocemente

O tumor é silencioso e ganhou repercussão após ex-BBBs relatarem a doença 

Aline Gotschalg relatou que foi curada da doença

Aline Gotschalg e Carla Diaz podem até não ter vencido o Big Brother Brasil (BBB), mas ambas compartilham de vitórias semelhantes. As duas foram diagnosticadas com câncer na tireoide, passaram por cirurgia e estão curadas. Nos últimos anos, a doença, que tem 98% de cura se descoberta no início, tem sido popularizada através de relatos de famosas.

Isabela Sousa, cirurgiã de cabeça e pescoço do Hospital da Baleia, em Belo Horizonte, destaca que o câncer de tireoide é o quinto mais comum entre as mulheres. “Apesar de ser muito frequente, ele é uma doença silenciosa. É um carocinho que vai aparecer ali na parte da frente, mais embaixo do pescoço. Normalmente, ele é um carocinho bem pequenininho, que demora muitos anos pra crescer”, disse.

“Um nódulo de um a dois centímetros, por exemplo, já está ali no pescoço há quase dez anos. Isso é uma média. Claro que existem casos que ele cresce mais rápido. Então nódulos, carocinhos que estão no pescoço, que não desaparecem ou que começaram a crescer muito rápido merecem sim ser investigados”, acrescentou a médica.

Além desses, existem outros sintomas que pedem atenção. “Rouquidão, engasgos, dificuldade para engolir, isso tudo merece ser avaliado. Se a pessoa sentir isso é importante que ela procure um médico que pode ser o clínico, o endocrinologista ou o cirurgião de cabeça e pescoço. Uma vez que a gente tem uma suspeita, a gente vai fazer uma investigação, que começa por um ultrassom e depois pode ser feito uma biópsia ”, explicou.

De acordo com a médica, a chance de cura do câncer de tireoide é de 98%. “Quanto mais cedo a gente tiver o diagnóstico, melhor a gente vai ter esse tratamento”, destacou Isabela Sousa, que completou dizendo que as sequelas também são menores nesses casos.

O câncer de tireoide tem se tornado cada vez mais frequente até nas mídias. Existem celebridades, pessoas que estão contando sua vida, contando sua rotina de como que foi a vida após o câncer diagnosticado. Na maior parte das vezes, ele aparece como um nódulo, como um achado ocasional. Por isso, é importante a pessoa estar atenta ao próprio corpo e aos primeiros sinais procurar atendimento médico.

Aline Gotschalg e Carla Diaz

Nessa terça-feira (3), Aline Gotschalg, de 31 anos, compartilhou nas redes sociais sobre o momento que descobriu o câncer na tireoide. “Receber esse diagnóstico não foi fácil. Tive muito medo e confesso que foram dias difíceis por aqui”, revelou a ex-BBB. A influenciadora contou ainda que o tumor maligno foi encontrado por acaso, quando ela realizava exames periódicos e decidiu fazer um ultrassom na tireoide.

“Eu nunca havia feito antes um exame de ultrassom na tireoide e ouvi uma voz (como não acreditar que temos nosso Anjo da Guarda?) para realizá-lo juntamente com todos os meus outros exames periódicos, muito importantes para um controle preventivo de doenças, principalmente as mais silenciosas”, disse.

Quem também teve diagnóstico da doença foi a atriz Carla Diaz, que hoje tem 31 anos. No dia dois de julho, mês de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço, ela relembrou, nas redes sociais, o tumor que teve há dois anos.

“Graças a um refluxo, procurei um médico e obtive o diagnóstico precoce. Era uma sensação horrível, após o jantar parecia que tinha alguém me enforcando e eu não sabia explicar de fato o que estava sentindo. Eu me perguntava: ‘Será que vou morrer tão nova?’. Afinal, quem espera um câncer aos 29 anos? [...] A lembrança mais forte do dia da cirurgia, foi o despertar. No qual, só soube olhar para minha mãe e perguntar se eu estava viva. Sim, viva e curada!”, contou.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store