Ouça a rádio

Compartilhe

Zeladora de BH que pega oito ônibus por dia para ir e voltar do trabalho desabafa: ‘Só anda lotado’

Repórter Ailton do Vale embarcou com a trabalhadora na madrugada desta quarta-feira 

Enira tem rotina pesada para chegar ao trabalho

A rotina da zeladora Enira Sena Salles, 59 anos, é pesada. Moradora do Conjunto Zilah Spósito, na região Norte de Belo Horizonte, ela encara oito ônibus por dia para ir e voltar do trabalho, no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul de Belo Horizonte. A reportagem da Itatiaia embarcou com a trabalhadora nesta quarta-feira (27).

A saga começa em um coletivo da linha 738, por volta das 5h, que vai até a Estação Vilarinho. Em seguida, ela embarca no 6350 até o terminal Pampulha. “Vamos pegar o próximo ônibus, que é o 5107, descer na Praça da Liberdade e pegar o próximo (linha 9103) para chegar ao serviço”, diz Enira.

A zeladora fica, no mínimo, quatro horas por dia dentro de ônibus lotados e, em muitos casos, sem estrutura. “Quatro ônibus para vir e quatro para voltar. Temos de ser guerreiras para vencer a vida. A gente que buscar a luta”, ressalta a zeladora, que pede mais coletivos.

“Um pouco mais de ônibus na linha. Fica muito tempo sem passar, 25, 30 minutos. Pouco ônibus para tanta gente. É muito difícil. O ônibus só anda lotado”.

Acompanhe o passo a passo da rotina:

5h10: Enira Sena Salles sai do Conjunto Zilah Spósito:

5h59: viajar em pé faz parte da rotina da trabalhadora:

6h01 - na Estação Pampulha, zeladora aguarda o penúltimo ônibus:

7h: Após mais de 2 horas, Enira chega ao trabalho:

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store