Ouça a rádio

Compartilhe

Apesar de reclamações, empresas de ônibus afirmam que aumentaram viagens além do prometido

Setra-BH afirma que foram feitas 22.300 viagens; o acordo, segundo a categoria, era de 21.708

O SetraBH ressalta que todas as reclamações estão sendo verificadas

Nesta terça-feira (25) o sistema de ônibus recebeu mais de 15% do número de viagens nas operações em Belo Horizonte. Agora, são cerca de 22.300 viagens ofertadas diariamente, acima das 21.708 viagens acordadas com a PBH. Essas informações foram divulgadas no fim desta manhã pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setra-BH).

"Importante mencionar que hoje o sistema está ofertando 22.300 viagens para transportar, no máximo, 890.000 passageiros. Isso dá uma média de 39 passageiros por viagens, lembrando que antes da pandemia a média era de 49 passageiros por viagem. Antes da pandemia eram 24.500 viagens para transportar cerca de 1,2 milhão de passageiros", informou a categoria.

Entretanto, a reportagem da Itatiaia conversou com usuários nesta manhã e a sensação comum é de que nada mudou. "Não notei nenhuma diferença. Tudo igual", disse um deles.

Julian Frederick passa pela Estação Pampulha, na Região da Pampulha, todos os dias para pegar o coletivo para o trabalho. "Eu não vi muita diferença não. A movimentação é a mesma de sempre. Não estava sabendo do aumento, mas é mais que necessário", afirmou.

O SetraBH ressalta que todas as reclamações estão sendo verificadas e avaliadas. "Diariamente técnicos do Transfácil e BHTrans estão analisando conjuntamente todas as intervenções necessárias para ajustar e adequar o sistema à demanda de passageiros em algumas linhas e trechos", informou.

Os problemas da mobilidade

O Setra destaca que o maior problema do transporte público não é a lotação e sim o de ter agilidade e eficiência no transitar nas ruas sempre congestionamentos da cidade.

"Não adianta aumentar a quantidade de ônibus/viagens para eles ficarem enfileirados presos em congestionamentos no trânsito. É preciso que o Sistema de Transporte Coletivo de Belo Horizonte tenha prioridade nas vias, principalmente nos horários de pico", pontuou.

O acordo com a prefeitura

A Prefeitura de Belo Horizonte confirmou na tarde de segunda-feira (11) que fez o repasse da primeira parcela do subsídio às empresas de ônibus, conforme prevê projeto de lei aprovado pela Câmara Municipal.

Ao todo, foram depositados R$ 94,3 milhões - sendo R$ 90 milhões para as empresas que operam as linhas convencionais e mais R$ 4,3 milhões para o transporte suplementar.

Com o pagamento, o número de viagens diárias na capital mineira aumentará em 15% - chegando a 19.200 a partir desta terça-feira (12). A lei que estabelece o pagamento do subsídio também prevê aumento de 30% nas viagens 15 dias depois do primeiro pagamento. Com isso, é esperado que o o total de viagens diárias chegue a 21.700.

De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, a fiscalização no cumprimento da lei ficará a cargo do Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), em tempo real, e por fiscais que estarão nas ruas e terminais de ônibus.

Como fazer as reclamações

Denúncias podem ser enviadas por meio do WhatsApp no seguinte número de telefone: (31) 98472-5715.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store