Ouça a rádio

Compartilhe

Agentes Sanitários e de Combate a Endemias anunciam greve em BH

Profissionais vão cruzar os braços na segunda-feira (25), em protesto contra redução na insalubridade

Serviços de combate a dengue, visita domiciliar e desratização serão impactados em BH

Os Agentes Sanitários e de Combate a Endemias em Belo Horizonte vão paralisar as atividades a partir de segunda-feira (25). A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da capital (Sindibel) após assembleia na tarde desta quinta-feira (21).

De acordo com a associação, "todos os Agentes de Combate a Endemias que estão tendo redução na insalubridade e os Agentes Sanitários que estão tendo corte da insalubridade vão cruzar os braços". Com isso, serão impactados os serviços de combate a dengue, visita domiciliar e desratização.

Foi decidido também que a categoria fará Audiência Pública na Câmara Municipal no dia 3 de agosto. Eles solicitaram reunião urgente com o prefeito Fuad Noman (PSD) ou com o Secretário de Planejamento da PBH, André Abreu Reis.

Também na próxima segunda, o sindicato fará nova assembleia, às 9h, na praça Afonso Arinos, no Centro da capital.

Em nota, a prefeitura de BH afirmou ter conhecimento da paralisação, e ressaltou que o pagamento do adicional de insalubridade é regulamentado por legislação federal.

"O Executivo não está suspendendo o direito à insalubridade. A PBH esclarece que os Agentes de Combate a Endemias - ACEs da Equipe da Dengue faziam jus ao adicional de insalubridade em decorrência exclusivamente do malathion, que é o princípio ativo do produto químico que era usado no combate ao mosquito", afirmou.

Por conta da substituição do produto pelo Cielo, o que aconteceu em 2020, um novo laudo indicou que os ACEs da equipe da dengue não fariam mais jus ao adicional de insalubridade.

"Acrescentamos que as atividades desempenhadas pelos ACEs das equipes da Leishmaniose, da Central de Castração e do Centro de Controle de Zoonoses são consideradas insalubres conforme parecer técnico emitido por profissional legalmente habilitado e pelo Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho /2021", finalizou o executivo.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store