Ouça a rádio

Compartilhe

Artesanato em pedra-sabão passa a ser considerado patrimônio imaterial de Ouro Preto

Projeto do vereador Mercinho (MDB) também inclui a criação de um feriado para celebrar produções com a pedra-sabão

Cidade é conhecida por ser berço do artista plástico Aleijadinho, que fez história com suas artes em pedra-sabão

O artesanato em pedra-sabão agora é considerado Patrimônio Cultural e Imaterial de Ouro Preto, na região Central de Minas, após decisão da Câmara Municipal nesta quinta-feira (14). Também foi aprovada a criação de um feriado no município para celebrar a arte com esse tipo de pedra.

O Projeto de Lei Ordinária N° 443/2022, de autoria do vereador Mercinho (MDB), define que o artesanato em pedra-sabão se encaixa no conceito de patrimônio imaterial definido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), como "parte integrante do patrimônio cultural".

De acordo com o parlamentar, a decisão considera a riqueza do solo ouro-pretano em pedra sabão, além da influência do artesanato de forma cultural e socioeconômica.

A cidade de Ouro Preto já é conhecida mundialmente por ser berço de Aleijadinho, artista plástico que fez história com suas artes em pedra-sabão. Esculturas feitas com a pedra também marcam presença na maioria das fachadas das igrejas locais, que são patrimônio mundial da humanidade.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store