Ouça a rádio

Compartilhe

Homem é preso suspeito de abusar sexualmente de sobrinho, prima e ex-funcionário em Betim 

A mãe do adolescente de 13 anos denunciou o tio do garoto à polícia que, após investigações, identificou mais duas vítimas

O caso foi investigado pela 5ª delegacia de Polícia Civil de Betim

Um homem, de 45 anos, está preso preventivamente suspeito de abusar sexualmente de três adolescentes em Betim, na região Metropolitana de Belo Horizonte, em períodos diferentes. Segundo a Polícia Civil, a mãe de uma das vítimas, de 13 anos, foi quem realizou a primeira denúncia. O suspeito é tio do adolescente.

De acordo com o delegado Leonardo Mota, responsável pelo caso, as investigações começaram em maio. À época, a mãe do menino relatou que o filho foi vítima dos abusos quando foi até a casa da vítima buscar materiais de construção e mantimentos. Conforme o delegado, os abusos sexuais eram “diversos” e ocorreram em 2020. “Ele praticava esses atos quando estava sozinho em casa e, segundo relato da vítima, esses atos se deram em diversas oportunidades”, explicou.

Durante as investigações, a polícia chegou até uma segunda vítima, de 16 anos, também do sexo masculino, que confirmou os abusos. “Segundo informado por essa vítima, ela trabalhava com o autor desde o ano de 2017, quando ela tinha entre 11 e 12 anos de idade. Ele relatou os fatos da mesma forma da primeira vítima, o mesmo modus operandi com muitas coincidências de detalhes”, disse o delegado à Itatiaia.

Os abusos, de acordo com a vítima, aconteceram até este ano. “Foram quase cinco anos praticados pelo mesmo autor contra essa segunda vítima”, destacou Mota, que acrescentou que o suspeito “começou a importunar” a vítima para que ela não confirmasse ou desmentisse a história para a polícia.

Com isso, o delegado formalizou uma representação pedindo a prisão temporária do suspeito, que foi deferida pelo juiz e ele foi preso no mês passado. Ainda em continuidade às investigações, a polícia conseguiu chegar até uma terceira vítima, esta do sexo feminino, que hoje tem 18 anos e é prima do suspeito.

“Ela foi convidada a prestar serviço como babá dos filhos dele e, enquanto estava na casa, também era vítima de alguns atos sexuais diversos, como passar a mão em órgão genital”, relatou o delegado.

O inquérito policial foi concluído após a formalização das provas. “O autor foi indiciado pela prática dos crimes de estupro de vulnerável com relação a primeira e segunda vítima e pela prática do crime de importunação sexual com relação a terceira vítima”, ressaltou Mota.

O delegado e o promotor de Justiça formalizaram uma representação de conversão da prisão temporária em prisão preventiva e, na última segunda-feira (11), o juiz deferiu o pedido. O suspeito segue no sistema prisional.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store