Ouça a rádio

Compartilhe

MP denuncia padre suspeito de estupro e importunação sexual na Grande BH

Padre é alvo de denúncia de várias mulheres ligadas a instituições de ensino que ele é dono

Desde as primeiras denúncias, padre foi afastado das atividades na igreja

O Ministério Público de Minas Gerais denunciou o padre José Carlos Pereira por estupro de vulnerável e importunação sexual contra quatro mulheres que trabalhavam em um colégio em que ele é dono em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A Polícia Civil concluiu o inquérito no fim de abril, e o MP ofereceu denúncia na terça-feira (5), mas o documento foi divulgado nesta quinta (7).

Em outubro do ano passado, o padre foi acusado por ex-funcionárias das instituições que ele comanda, denunciando mais de uma forma de assédio. Em semanas, as denúncias aumentaram.

Á época, vítimas contaram à Itatiaia que eram agarradas e beijadas a força. Ele também é suspeito de passar a mão em partes íntimas das mulheres, com casos relatados desde a adolescência delas.

Desde a divulgação das primeiras denúncias, José Carlos foi afastado das funções pela Cúria Metropolitana da capital "em respeito à dignidade de cada pessoa". O padre segue afastado das atividades, e a igreja ainda conduz processo canônico "em busca da verdade e justiça".

Até o momento, o pároco não foi encontrado para comentar o caso.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store