Ouça a rádio

Compartilhe

Suposta traição de vizinhos termina em agressão com barra de ferro em MG

Esposa, que teria sido traída, colocou o marido em frente à amante para 'tirar a limpo' a suposta infidelidade

Apesar da confusão, os casais assinaram TCO e foram liberados

Uma briga de casais por causa de uma suposta traição terminou em agressão com barra de ferro em Uberaba, no Triângulo Mineiro, nessa terça-feira (28). À polícia, uma mulher, de 35 anos, disse que colocou o marido, de 31, em frente à suposta amante, de 27, para que eles pudessem conversar sobre uma mensagem enviada para a vizinha pelo WhatsApp.

De acordo com ela, assim que o homem percebeu do que se tratava, pegou uma barra de ferro e tentou agredir o seu esposo. A briga foi separada por outros vizinhos.

Em seguida, o casal voltou para a casa e fechou o portão. No entanto, o homem de 31 anos foi até o imóvel e começou a bater no portão com a barra de ferro, momento em que acionaram a polícia.

Em relato aos militares, o casal disse que o suspeito ainda ameaçou furá-los com a barra de ferro e matá-los com “um monte de tiros”.

De acordo com registro policial, a mulher, de 35 anos, contou que sofre provocações com frequência da vizinha, que afirma que o marido envia mensagens e está interessado nela. Ela disse ainda que resolveu “tirar a história a limpo” e chamou a vizinha e o marido para uma conversa. Porém, ao ser provocada mais uma vez, foi empurrada por ela e que seu marido saiu em sua defesa.

O esposo da vizinha então teria dado um soco em seu marido, dando início a confusão. O homem disse que a história da mensagem “é coisa do passado” e que não possui um relacionamento amoroso com a mulher. Ele confessou ter pego a barra de ferro para defender ele e a esposa.

O homem, de 30 anos, foi atingido com a barra de ferro na cabeça de raspão. Já a esposa dele, de 35, sofreu uma torção no dedo. Os envolvidos assinaram Termo de Compromisso de Comparecimento (TCO) e deverão comparecer ao Juizado Especial quando intimados.

Brigas são frequentes

Na última segunda-feira (27), o casal de 27 e 31 anos relatou que passeava com o filho, quando ele tropeçou em uma lixeira e eles começaram a rir. Os vizinhos, que eles têm conflito, então teriam passado a ofender a criança por uma janela, chamando ela de “viado”. No entanto, naquele dia, eles resolveram ir embora para evitar uma confusão.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store