Ouça a rádio

Compartilhe

Autônomo prefere andar a pé para chegar mais rápido ao trabalho: 'ônibus demora demais no Centro'

Jonathan Ferreira mora em Vespasiano e trabalha no bairro Santo Antônio em Belo Horizonte 

Parte do trajeto ele prefere fazer a pé

O trabalhar autônomo Jonathan Santos precisa dar aquele jeitinho quando sai de casa para trabalhar, todos os dias. Isso, porque ele mora em Vespasiano no bairro Novo Horizonte e trabalha em Belo Horizonte, no bairro Santo Antônio, região Centro-Sul da capital. Para chegar mais rápido, ele faz parte do trajeto à pé e explica que a escolha é forçada já que os ônibus, no Centro de BH, demoram muito para passar. Para chegar ao trabalho o trabalhador ele leva cerca de 2 horas, todos os dias.

O repórter Ailton do Vale acompanhou o trajeto total que começou cedo nesta quarta-feira (29), por volta das 6h30 da manhã, saindo da porta da casa do Jonathan. Como não tem ônibus na rua da casa dele, os dois precisaram caminhar até chegar ao ponto de ônibus.

"Saindo daqui a gente vai pegar o ônibus da linha 5630. Chegando na Estação Morro Alto em Venda Nova, nós pegamos o ônibus da linha 503/Hospitais e de lá a gente segue a pé até o bairro Santo Antônio."

O trabalhador relata a precariedade dos coletivos e disse que, diariamente, estão lotados e que às vezes quebram no meio do caminho.

"Bastante cheio. A condição é precária, muitas vezes ele quebra no meio do caminho. O ônibus da linha 503 é muito cheio."

Quando chegam na região central de BH eles seguem a pé, em uma caminhada de dura em média uns 40 minutos, em uma distância aproximada de 7 quilômetros saído da Avenida dos Andradas até chegar ao bairro Santo Antônio.

"Com certeza é melhor ir andando. O ônibus demora demais no Centro, então é melhor ir a pé."

O trabalhador autônomo Jonathan Ferreira leva duas horas para chegar ao trabalho

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store