Ouça a rádio

Compartilhe

Casal é preso após envio de mensagens transfóbicas nas redes sociais em MG

Além do crime de injúria, suspeitos vão responder por 'denunciação caluniosa' após tentarem incriminar outra pessoa

Caso foi registrado em Diamantina

Um casal foi preso após enviar ofensas para uma mulher trans pelo WhatsApp em Diamantina, na região Central de Minas Gerais. Além disso, segundo a Polícia Civil, os suspeitos tentaram incriminar outra pessoa no processo e deverão responder também por “denunciação caluniosa”. 

A vítima, de 28 anos, contou à polícia que recebeu mensagens transfóbicas de uma suposta mulher pelo aplicativo. 

No dia 3 de janeiro deste ano, a instituição iniciou as investigações para apurar crimes de “injúria qualificada por preconceito de identidade de gênero, difamação e racismo”. 

A partir das apurações, a polícia descobriu a participação de mais um envolvido. “No curso do inquérito policial, descobrimos que a suposta mulher, na verdade, valendo-se de nome falso, e em conjunto com um homem, também investigado, ainda atribuiu, caluniosamente, o crime a outra pessoa”, explicou Kiria Orlandi, delegada responsável pela investigação.

O casal irá responder pelos crimes de injúria, além de “denunciação caluniosa”, já que tentaram colocar a responsabilidade dos atos em outra pessoa. 


Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido