Ouça a rádio

Compartilhe

Professor de educação física é indiciado por estupro de vulnerável e importunação sexual contra alunas em BH

Crime foi denunciado em maio deste ano pela direção da escola; pena varia de 8 a 15 anos de prisão

Professor cometeu os crimes contra três alunas, com idade entre 13 e 14 anos

Um professor de educação física da rede estadual em Belo Horizonte foi indiciado pela Polícia Civil por estupro de vulnerável e importunação sexual. O caso foi registrado em maio em uma instituição no bairro Sagrada Família, região Leste da capital, e a informação foi confirmada pela entidade nesta segunda-feira (20).

As vítimas eram três meninas, com idade entre 13 e 14 anos. Elas contaram aos responsáveis pela direção da escola sobre os abusos, e então as autoridades foram acionadas para investigação.

Segundo os trabalhos da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente da PC, o indiciamento é baseado em uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indicando que "a prática de ato libidinoso com menor de 14 anos é crime de estupro de vulnerável, independentemente da superficialidade da conduta, logo, não é possível desclassificar o ato para importunação sexual”.

Se condenado, o professor pode ficar preso de 8 até 15 anos.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido