Ouça a rádio

Compartilhe

Polícia identifica quadrilha suspeita de sequestrar homem em São Paulo em cidade no interior de Minas 

O suspeitos, que moram em Montes Claros, fizeram movimentações financeiras na conta da vítima, o que levou a polícia até eles; um deles fez PIX, transferências e recarga de R$ 20 em celular 

Policiais de Minas fizeram investigação juntamente com os de São Paulo

Um homem, de 47 anos, foi sequestrado em Guarulhos, em São Paulo, por uma quadrilha de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, na noite da última quinta-feira (9). Segundo a Polícia Militar (PM), os suspeitos são uma mulher, de 30 anos, e dois homens, de 29 e 35 anos. 

O desaparecimento do homem foi informado à polícia de São Paulo, que, após investigações, acionou os militares da cidade mineira depois de identificar uma movimentação financeira na conta dele vinda de Montes Claros. 

De acordo com registro policial, o homem saiu por volta das 21h40 de quinta-feira, porém não chegou ao trabalho e nem voltou para a casa. Com isso, sua esposa, de 53 anos, ficou desconfiada e procurou a corporação. 

Durante a investigação, os policiais descobriram que R$ 14 mil foram transferidos para a conta de um casal de Montes Claros. Os militares de Minas então seguiram para o endereço da dupla. No local, eles conversaram com a mulher, que informou que a quantia havia sido transferida pelo irmão dela, mas que não se lembrava do titular da transação. Ao verificar o extrato, os policiais viram que se tratava do homem desaparecido. 

Segundo a PM, a mulher transferiu R$ 10 mil para sua conta e gerou um boleto bancário de depósito no valor de R$ 3.980,00  também para a referida conta, já que atingiu o limite de transferência diária. Com os R$ 20 restantes, ela fez uma recarga de celular. 

Em seguida, ela fez um Pix de R$ 7 mil para a conta do irmão e R$ 3 mil para a do marido. Este último valor depois foi enviado para a conta do irmão. 

A mulher autorizou a entrada da polícia em sua casa, que não encontrou nada de ilegal ou que indicasse o paradeiro da vítima. Ela ainda mostrou toda a movimentação financeira para a polícia por meio do seu celular. 

Durante a ocorrência, ela ligou para o irmão e informou que havia sido presa e que os policiais estavam atrás da vítima. Após alguns minutos, ele orientou a mulher a aguardar e disse que iria resolver a situação. 

Vinte minutos depois, os policiais de São Paulo entraram em contato com os de Montes Claros e informaram que a vítima havia sido libertada. O casal foi levado para a delegacia de Polícia Civil e os aparelhos de celular foram apreendidos.

Em nota, a instituição explicou que “foi instaurado procedimento a ser enviado para a polícia judiciária de Guarulhos, onde ocorreram os fatos”. Além disso, destacou que o casal, suspeito de “praticar o crime de extorsão com restrição da liberdade da vítima”, foi ouvido. O caso segue em investigação. 


Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido