Ouça a rádio

Compartilhe

Justiça mantém condenação de Kalil por ofensas a juiz federal em 2014

À época, o então presidente do Atlético teria se referido ao juiz federal André Gonçalves de Oliveira Salce como "bostinha"

Ofensas foram proferidas enquanto Kalil ainda era presidente do Atlético

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) manteve a condenação a Alexandre Kalil por ofensa à honra do juiz federal André Gonçalves de Oliveira Salce. O caso aconteceu em 2014, quando o então presidente do Atlético usou as redes sociais para chamar o jurista de "bostinha".

À época, Kalil criticou a decisão da Fazenda Nacional, que requereu o arresto dos valores da renda do primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil daquele ano, contra o Cruzeiro. Também foi pedido o arresto dos valores repassados pelas administradoras de cartão de crédito ao Atlético pelos pagamentos do sócio Galo na Veia.

“Vou para o CNJ ver a vida deste bostinha. Amanhã, vamos gritar muito, com bom comportamento! Além de ir pro CNJ levantar a vida deste bosta, parabenizo a Massa! O ingresso já acabou!”, afirmou Kalil no dia 11 de novembro de 2014.

A assessoria de imprensa do ex-prefeito de BH afirmou que Kalil defendeu o clube "contra tudo e contra todos", e que ele cumpriu a obrigação. O Atlético, por sua vez, não comentará o caso.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido