Ouça a rádio

Compartilhe

PM vai investigar conduta de militares em ocorrência no Norte de Minas

Câmeras de segurança flagraram policiais agredindo duas pessoas durante abordagem em Montes Claros

Um dos homens teria se recusado a entregar o celular e acabou agredido

A Polícia Militar de Minas Gerais abriu procedimento investigativo para apurar a conduta de dois militares durante ocorrência em Montes Claros, no Norte de Minas, na sexta-feira (3). Toda ação foi flagrada por câmeras de segurança de uma tabacaria.

Um adolescente de 17 anos é chutado pelos policiais do lado de fora do estabelecimento. Outro jovem, que trabalha no local e aparentemente filmava a ação da PM, também foi chutado.

Em nota, a corporação informou que o menor era suspeito de tráfico de drogas, e estava em uma motocicleta em alta velocidade fazendo manobras perigosas em fuga da abordagem. Ele ainda teria atropelado um homem, de 59 anos, e após perder o controle da direção, ele caiu no chão e foi contido pelos policiais "com uso de técnicas de defesa pessoal".

Ainda segundo as imagens, um dos militares entrou na tabacaria, abordou o funcionário que estava filmando, e após tentar pegar o celular dele, dá um chute na virilha do jovem. Na nota, a PM informou que esse abordado gerou suspeição, e que foram usadas as mesmas técnicas de defesa pessoal para mantê-lo afastado.

Posteriormente, foi constatado que o rapaz era funcionário do estabelecimento, e espectador do ocorrido. Ele ainda teria recusado atendimento médico.

Imagens de circuito de segurança mostram momento em que policiais chegam ao estabelecimento e abordam um jovem. Na sequência, um funcionário da loja também é abordado e agredido.

📹 Reprodução pic.twitter.com/n5PtJZWfxn

— Itatiaia (@itatiaia) June 7, 2022

O menor, apreendido em flagrante com 29 pedras de crack e dinheiro, foi socorrido à Santa Casa da cidade, onde foi submetido a cirurgia. De acordo com a PM, as ações dos integrantes são fundamentadas em técnicas policiais que buscam a preservação da segurança dos policiais militares e de terceiros.

A nota afirma ainda que a corporação é uma instituição transparente, e que já foi instaurado procedimento investigativo para apuração das condutas dos policiais.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido