Ouça a rádio

Compartilhe

Prefeitura de BH publica decreto que institui corredor ecológico na Serra do Curral

Área com mais de 1,8 mil hectares será base para políticas públicas de conservação e pesquisas científicas

Gestão e trabalhos no local serão definidos por grupo técnico que ainda será divulgado

Foi instituído nesta segunda-feira (6), por meio de decreto publicado no Diário Oficial do Município (DOM), o Corredor Ecológico Espinhaço - Serra do Curral. O objetivo da medida é a conservação da biodiversidade na região, que conta com mais de 1,8 mil hectares de área.

O local compreende desde a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Minas Tênis Clube, no Bairro Taquaril, até a Mineração Lagoa Seca, no Bairro Belvedere, passando por três parques municipais, pela Mata da Baleia e pelo Parque Estadual da Baleia.

"O reconhecimento da área como um Corredor Ecológico constitui-se, portanto, num importante instrumento legal não só para embasar as políticas públicas para conservação desse inestimável patrimônio natural e cultural, como também contribuir para o incentivo da pesquisa científica em temas como biodiversidade, recursos hídricos e restauração florestal", afirmou a prefeitura de Belo Horizonte.

O decreto que institui o Corredor prevê ainda a divisão em três zonas:

1) Zona de Proteção, composta por áreas de uso restrito, abrangendo as Unidades de Conservação públicas e privadas, de proteção integral e uso sustentável, os Parques Municipais e fragmentos de vegetação nativa bem preservados;

2) Zona de Manejo e Recuperação, composta por áreas degradadas com potencial de recuperação natural ou induzida a serem incorporadas na paisagem natural, visando promover a conectividade da paisagem e constituindo zonas temporárias, com a finalidade de deter a degradação dos recursos ou de restauração;

3) Zona de Uso Intensivo, composta por áreas de uso antrópico consolidado já presentes no território até a data de publicação do decreto.

A prefeitura da capital explica ainda que o modelo de gestão, assim como o plano de trabalho no Corredor, serão definidos "por um grupo técnico assessor, cuja composição e atribuições serão fixadas em portaria da Secretaria Municipal de Meio Ambiente a ser editada no prazo de 90 dias, contados da data de publicação do decreto."

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido