Ouça a rádio

Compartilhe

UFMG não vai mais suspender atividades por conta de infecções pela Covid-19

Segundo o Comitê da UFMG de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, a cobertura vacinal e o uso obrigatório de máscaras diminuem a efetividade das suspensões

Instituição aposta na imunização da comunidade acadêmica e uso obrigatório de máscara

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) não vai mais suspender as aulas ou atividades administrativas em caso infecções pela Covid-19. A decisão consta no plano de retorno às atividades presenciais na instituição, atualizado nesta sexta-feira (2).

“A alta cobertura vacinal – no Brasil, em Minas Gerais, em Belo Horizonte e na UFMG –, o uso obrigatório de máscaras e o monitoramento com isolamento de casos confirmados nos nossos campi tornam a suspensão de atividades uma providência com pouca efetividade, que não compensa os danos ao andamento do semestre letivo e ao funcionamento pleno da UFMG”, explicou a professora Cristina Alvim, coordenadora do Comitê da UFMG de Enfrentamento ao Novo Coronavírus.

Segundo o comunicado emitido pela universidade, "a medida é baseada na certeza da utilização de máscaras de boa qualidade por todos os membros da comunidade e na orientação de manter os espaços arejados". Além disso, a UFMG reforçou a premissa de que a pandemia continua, e recomenda que "as pessoas da comunidade sigam usando máscaras nos espaços abertos e fechados, atentos a sintomas da doença e às orientações do sistema MonitoraCovid."

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido