Ouça a rádio

Compartilhe

Homem é condenado por matar a noiva, queimar e desovar o corpo dela na Grande BH

Corpo da vítima foi encontrado em mata às margens da MG-424; suspeito teria mentido para a família dela

Sentença foi promulgada nesta sexta-feira (3) em BH

Um homem de 25 anos foi condenado a 17 anos e seis meses de prisão pelo feminicídio da então noiva em Belo Horizonte, em dezembro de 2020. Daniel Sudario Luz Moreira ainda deverá cumprir mais seis meses de detenção por fraude processual, além do homicídio e ocultação de cadáver.

Fernanda Caetano Vasconcelos, de 34 anos, era natural de Unaí, no Norte de Minas, mas morava na capital para estudar. As investigações apontaram que ela foi morta com um golpe de faca, e depois teve o corpo incendiado e abandonado em uma mata às margens da MG-424 em São José da Lapa, na Grande BH, no dia 22 do mesmo mês.

A família da estudante desconfiou do desaparecimento por conta de uma mensagem de WhatsApp que, segundo a irmã dela, não teria sido escrita por Fernanda. Com isso, ela procurou o cunhado, que não soube explicar e desmentiu sobre informações da mulher.

Daniel foi preso no dia 7 de janeiro do ano passado, e vai permanecer na condição durante a fase de recurso da defesa.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido