Ouça a rádio

Compartilhe

Câmara Municipal aprova volta do sal às mesas em BH

Medida pode fazer com que o sal volte às mesas após seis anos; projeto do vereador Léo Burguês (União Brasil) agora vai para sanção do prefeito

Projeto que revoga proibição do sal nas meses foi aprovado em 1º turno em maio, antes de nova aprovação nesta quinta (2)

A Câmara Municipal de Belo Horizonte aprovou, em 2º turno, a revogação da lei que proíbe a disponibilização de sal nas meses de bares, restaurantes e demais estabelecimentos. A votação foi feita nesta quinta-feira (2), e segue para sanção do prefeito da capital.

O projeto, de autoria do vereador Léo Burguês (União Brasil), foi aprovado em 1º turno em maio, e sustenta que o cliente pode ser prejudicado quando pedir sal caso o estabelecimento esteja cheio, o que poderia, por exemplo, esfriar a comida.

O objetivo do projeto, sancionado em 2016, era reduzir casos de hipertensão em moradores de BH, mas como afirmou o vereador autor do texto de revogação, "o sal faz mal à saúde, sim, todo mundo sabe disso, assim como o açúcar, o refrigerante, as bebidas alcoólicas, dormir tarde, cigarro normal e cigarro eletrônico".

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Minas Gerais (Abrasel) apoiou o novo texto, e nas redes sociais, agradeceu a Léo Burguês "pelo apoio a todo o setor".

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Abrasel MG (@abraselminasgerais)

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido