Ouça a rádio

Compartilhe

'Angry Bird': mais de 100 pássaros silvestres apreendidos e oito pessoas presas

Os animais eram capturados por caçadores na Zona da Mata e vendidos em feiras livres

Cerca de 100 pássaros da espécie trinca-ferro foram apreendidos e oito pessoas foram presas, nesta sexta-feira (20/5), durante a operação ‘Angry Bird’, realizada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

De acordo com o órgão, além disso, foram apreendidos: material de caça, armadilhas, gaiolas, celulares, documentos, um veículos e cheques, no valor total de aproximadamente R$ 380 mil.

As investigações apontam que os animais são capturados por caçadores profissionais na Zona da Mata mineira e no Campo das Vertentes. Em seguida, de acordo com o MP, os animais eram entregues para os traficantes, que os comercializavam com outros traficantes dos municípios de Duque de Caxias, Petrópolis e São Gonçalo, no estado do Rio de Janeiro, onde eram vendidos em feiras livres.  

Tráfico de animais

Os alvos da operação são acusados de integrar organização criminosa voltada para a prática dos crimes de tráfico interestadual de animais silvestres, maus-tratos de animais, lavagem de dinheiro e comércio irregular de arma de fogo. 

Foram expedidos 13 mandados de prisão e de busca e apreensão em Juiz de Fora, Lima Duarte, Bias Fortes e Duque de Caxias (RJ)

As aves foram encaminhadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Instituto Estadual de Florestas (IEF). 

 A operação contou com a participação de promotores de Justiça e agentes do Gaeco, policiais do Batalhão de Polícia Militar de Meio Ambiente, do Comando de Operações Especiais da PRF de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, entre outros. 

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido