Ouça a rádio

Compartilhe

Alto número de atestados entregues por médicos em UPAs vira alvo de sindicância em BH

A Secretaria Municipal de Saúde está investigando as razões de médicos que se afastaram do trabalho nas UPAs em datas próximas aos fins de semana

A prefeitura de Belo Horizonte abriu uma sindicância para investigar o alto número de atestados apresentados por médicos em unidades da capital. A decisão foi confirmada nesta quinta-feira (19) pela Secretaria Municipal de Saúde.

A sindicância se dá em meio a denúncias recebidas pela pasta. Os atestados estariam sendo apresentados próximo ao fim de semana por médicos da pediatria que atendem nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

"A denúncia colocou uma questão que já estávamos cientes, que é o alto índice de atestados, maior que o esperado. Nós estamos abrindo uma sindicância administrativa com o intuito de descobrir se realmente existe esse número e o que está acontecendo, para tomarmos as providências para diminuir o registro", explicou a secretária Cláudia Navarro.

Navarro frisou que a sindicância "vai seguir todos os preceitos éticos, legais, morais, e não é um pré-julgamento".

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido