Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Cuidadora é presa em flagrante por ‘torturar’ idosa com câncer e filha com deficiência

Vítimas eram agredidas, ficavam sem água ou comida e ainda precisavam observar a cuidadora se alimentando; caso foi registrado em Goiás

A Polícia Civil prendeu uma mulher de 42 anos que trabalha como cuidadora de idosos em uma região nobre de Goiânia (GO). Ela é suspeita de agredir uma idosa com câncer e a filha dela, que possui uma doença degenerativa. As duas vítimas estão acamadas há vários anos.

O caso passou a ser investigado após denúncias anônimas sobre os maus-tratos sofridos pela idosa de 67 anos, que tem câncer e faz uso de bolsa de colostomia, e pela filha dela, que tem 42 anos e possui Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença degenerativa que impede a paciente de se consumir alimentos sólidos.

De acordo com a denúncia, a suspeita xingava as duas vítimas e deixava de alimentar a mulher mais nova pela sonda, que é a única forma que ela tem de consumir alimentos. Além disso, a suspeita teria o costume de “fazer vontade” na vítima, perguntando se ela queria tomar água ou comer um prato de comida feito por ela (o que não é possível por conta da doença).

A suspeita foi presa em flagrante pelos crimes de injúria qualificada e maus-tratos. Ao chegarem no local, os policiais foram recebidos com muita alegria pela idosa. O caso segue sendo investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento a Pessoa Idosa e Pessoa Portadora de Deficiência Física (Deai).

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais