Ouça a rádio

Compartilhe

Homem confessa estupro e morte de menina de 11 anos encontrada queimada no Rio de Janeiro, afirma polícia

O corpo da menina foi achado no sábado, após a prisão do suspeito

O corpo da menina Bianca foi achado no sábado, após a prisão do suspeito

O homem suspeito de ter matado, queimado e ocultado o corpo de Bianca Rodrigues de Siqueira Lima, 11, em Paraíba do Sul, no Rio de Janeiro, confessou ter estuprado e esganado a menina, segundo o delegado responsável pelo caso. O corpo dela foi localizado no sábado (23), após a prisão dele ser realizada no mesmo dia. O suspeito é genro do padrasto de Bianca.

A criança foi vista pela última vez na garupa da moto do genro do padrasto, na sexta-feira (23), quando familiares procuraram a polícia para informar o desaparecimento. O delegado Cláudio Batista Teixeira, responsável pelas investigações, afirmou que a polícia esperava em um primeiro momento encontrar a menina Bianca com vida.

"A Polícia Civil trabalhou em todos os momentos buscando a localização dos dois e encontrar o paradeiro do rapaz era, para nós, encontrar Bianca viva", relatou em vídeo o delegado.

O homem foi localizado horas depois e confessou o crime à polícia dizendo que levou a criança para um local afastado onde manteve relações sexuais com ela e, depois, matou Bianca esganada e colocou fogo.

"Uma vez morta, Bianca teve o corpo queimado pelo rapaz. O resultado da necropsia trouxe informações compatíveis com o relato dele. Todavia, traz evidências de que Bianca foi agredida antes de morrer e morreu não em função da esganadura, mas em função da queimadura do corpo. "O delegado destacou que as investigações continuam e que algumas pessoas ainda precisam ser ouvidas.

O homem está preso e será submetido a audiência de custódia e "uma vez encerradas as investigações, o inquérito será remetido ao Ministério Público que oferecerá a denúncia para que o rapaz possa ser processado e ao final julgado e punido", encerra o delegado Cláudio Batista Teixeira.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store