Ouça a rádio

Compartilhe

Suspeita de pagar R$ 300 para matar namorada do filho é presa pela polícia

Os envolvidos no crime são todos venezuelanos: vítima estava juntando dinheiro para trazer filha para o Brasil 

Vítima foi morta a facadas no início do mês

Uma venezuelana, de 37 anos, foi presa nessa segunda-feira (18) suspeita de ter mandado um homem matar a nora, de 27, por não aceitar o relacionamento dela com o filho. De acordo com a polícia, ela teria pago R$ 300 para um homem, de 31, cometer o crime que ocorreu em uma vila em Manaus, no Amazonas, no último dia 5. Todos os envolvidos - vítima e suspeitos - são venezuelanos.

Yeimy Rodriguez foi encontrada morta por crianças que foram até a sua casa pedir laranjas. O imóvel estava revirado demonstrando que houve luta corporal com o suspeito, que a matou a golpes de faca.

Conforme a polícia, a suspeita não aprovava o relacionamento da mulher com o filho dela, um adolescente de 17 anos. Ao G1, testemunhas disseram que as duas chegaram a se agredir em via pública e, que, na ocasião, a suspeita ameaçou a vítima com uma faca. No entanto, a mulher nega o crime.

À polícia, o suspeito contou que recebeu R$ 300 da sogra de Yeimy para cometer o crime. Ele havia fugido para Boa Vista, onde foi detido e levado de volta para Manaus. O venezuelano havia sido identificado por meio de câmera de segurança, que mostrou o momento que ele deixou o local com a mão supostamente suja de sangue. Por isso, ele tinha um mandado de prisão preventiva em aberto.

De acordo com moradores da região, Yeimy tem uma filha na Venezuela e estava juntando dinheiro para trazê-la para o Brasil. O caso segue em investigação.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store