Ouça a rádio

Compartilhe

Polícia investiga se anestesista estuprou outras duas grávidas no mesmo dia 

Testemunhas desconfiaram da atitude do médico em outros dois partos e, por isso, gravaram o procedimento no domingo (10)

Médico flagrado colocando parte íntima na boca de grávida

A polícia investiga se Giovanni Quintella Bezerra, anestesista preso por estuprar uma grávida durante a cesariana, também estuprou outras duas mulheres que tiveram bebês no dia do flagrante,  Hospital da Mulher de São João de Meriti, no Rio de Janeiro.

As investigações começaram depois que a equipe de enfermagem desconfiou do comportamento do médico e então decidiram gravar o próximo parto. Nas salas dos dois primeiros procedimentos, não foi possível filmar. 

De acordo com a reportagem do g1, cabana improvisada para ocultar a visão sobre parte da paciente;  sedação além do normal nas pacientes; pedido para retirar o marido da sala e flagrante de ereção foram as principais das posturas  que causaram suspeita nos primeiros partos.

Um dos integrantes da equipe de enfermagem disse em depoimento que Giovanni "arrumava seu espaço de trabalho de forma a criar barreiras que impediam a visão de todos os outros profissionais ali presentes, e ainda sedava as pacientes além do normal, deixando as mesmas inconscientes durante os procedimentos cirúrgicos, que eram os partos, tudo isso bem diferente de como atuavam outros médicos anestesistas"

Segundo o depoimento de testemunha à polícia, quando um membro da equipe perguntou ao médico sobre o excesso de sedação, segundo o depoimento, ele teria respondido: 'Porquê? Você também quer?'.

Em um dos partos, houve um descolamento da “placa de bisturi”, o que causou um alarme  e paralisação da cirurgia. Nesse momento, o membro da equipe reparou que Giovanni estava próximo da cabeça da paciente com seu pênis rígido e ereto e tentou cobrir com seu casaco cirúrgico.

No início da tarde desta segunda-feira (11), Giovanni foi levado para o presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio.


Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store