Ouça a rádio

Compartilhe

Bruxa é condenada pela Justiça a pagar indenização por plágio  

Daniela Petrucci terá que pagar R$ 13.500 após decisão da Juíza de São Paulo 

Detalhe da capa do livro "Bruxaria Hekatina: o Caminho da Bruxa com a Deusa Hekate"

A Justiça de São Paulo condenou Daniela Petrucci da Silva, que se apresenta como bruxa, a pagar uma indenização de cerca de R$ 13.500 a uma escritora, também autointitulada bruxa, por plágio.

O processo, que tem 1.471 páginas, foi aberto em outubro de 2021 por Márcia Cristina da Silva, autora do livro "Bruxaria Hekatina: o Caminho da Bruxa com a Deusa Hekate."

Conforme a acusação, Daniela passou a comercializar um curso baseado no livro. A apostila oferecida pela escola, segundo Márcia, "reproduziu ipsis litteris" 113 das 246 páginas da obra sem os devidos créditos.

Defesa

Segundo Daniela, ela nasceu em uma família de bruxas, além de ser proprietária de uma escola chamada "Magia de Bruxa", que oferece aulas de tarô, runas e bruxaria.

Ela afirmou, ainda, na defesa apresentada à Justiça que adquiriu os conhecimentos de bruxaria com a família e "que atua no ramo há mais de 33 anos".

Daniela declarou no processo que não cometeu plágio e relatou que uma pessoa que a auxiliava "cometeu um erro não intencional" ao anexar trechos do livro de Márcia na plataforma on-line do seu curso.

Decisão

A juíza Melissa Bertolucci não acatou os argumentos da defesa e condenou a proprietária do curso a pagar R$ 13.448 à colega por danos materiais e morais, valor que será acrescido de juros e correção monetária.

A decisão cabe recurso. A apostila foi retirada da plataforma por ordem judicial em razão da violação dos direitos autorais.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido