Ouça a rádio

Compartilhe

Ministro da Agricultura diz que Brasil pode enfrentar desabastecimento

Durante evento, Marcos Montes fala sobre o momento turbulento vivido pelo mundo e pelo Brasil

Ministro da Agricultura, Marcos Montes, disse que há risco de desabastecimento no país

O novo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marcos Montes, admitiu em evento com empresários na capital mineira, nesta quinta-feira (9), que há risco de desabastecimento em 2023. Ele disse que o país está inserido em um contexto de turbulência global. Mas que, por sermos grandes produtores, o cenário de desabastecimento pode ser amenizado.

“Existe a possibilidade (de desabastecimento). O risco existe, já que estamos dentro de uma globalização, é um risco no mundo todo. No Brasil, as questões também são duras. Mas, felizmente, estamos em um país produtor e isso ameniza um pouco”, destacou o Ministro.

Mineiro de Sacramento, médico, produtor rural, ex-prefeito de Uberaba e ex-deputado federal, ele ocupava o cargo de Secretário Executivo do Mapa quando foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar o cargo de Ministro, com o desligamento da ex-ministra Tereza Cristina para concorrer a uma vaga de senadora pelo Mato Grosso do Sul.

Confira outros trechos da fala dele:

Responsabilidade

“O Ministério é uma grande responsabilidade, mas também uma satisfação por me possibilitar a honra de representar o agro brasileiro, que é referência mundial”.

Pandemia x Agro

Durante os momentos mais austeros da pandemia, o agro não parou, os produtores rurais não ficaram em casa. “Com isso, tivemos o abastecimento garantido, aumentamos a produção e criamos condições para que pudéssemos atravessar esses momentos ainda mais difíceis agora – nessa situação de guerra – e a nossa responsabilidade continua sendo muito grande”.

Insegurança Alimentar

“Estamos num caminho ruim, da insegurança alimentar, a fome está batendo na nossa porta e o Brasil é um player importante pra ajudar a resolver isso, mas não somos os únicos atores dessa história. Há toda uma cadeia que precisa trabalhar junto”.

Safra Recorde

“Estamos preparados. Ontem, anunciamos a safra desse ano, de 271 milhões de toneladas de grãos, um recorde mundial, um recorde histórico, queremos nos aproximar dos R$ 300 milhões no próximo ano. Tenho certeza de que vamos dar a resposta que o mundo espera do Brasil”.

Inflação

“A inflação existe. Numa economia globalizada, ela ocorre no mundo todo. É claro que os preços subiram porque os custos de produção subiram, o que reflete no valor final dos alimentos. Na minha opinião, devemos combater a inflação com uma maior produção de alimentos e já estamos fazendo”.

Milho e Soja

“O milho e a soja são os carros-chefes. A produção de milho desse ano é bastante expressiva, 115 milhões de toneladas e estamos acompanhando o arroz, o feijão e o Brasil vai se adequando a essa realidade, abastecendo as prateleiras dos supermercados, mas também com uma grande capacidade de exportação”.

“O momento é oportuno para termos um mineiro, uma pessoa que conhece bem o nosso estado, nos representando. Pode trazer benefícios para Minas. O Plano Safra, que está aí em vigor para ser executado e todas essas medidas que o agro sempre necessita como a desburocratização das leis ambientais. Nosso estado, hoje, tem uma certa carência de autoridades, em Brasília”. Roberto Simões, presidente do Sebrae.

“Pra nós, mineiros, é uma satisfação muito grande ter um mineiro comandando a agricultura brasileira. Quem conhece Marcos Montes sabe que ele tem competência. É capaz, está treinado e já começou a dar ao país, aquela nova dimensão que esperávamos. O mundo depende do Brasil para se alimentar”, Alisson Paolineli, ex-ministro da Agricultura.

“Muito importante receber o ministro da agricultura para ouvirmos seus planos. Precisamos de uma suplementação orçamentária para o Plano Safra do ano passado porque o dinheiro acabou num momento delicado, quando ainda estamos colhendo as sacas, principalmente as sacas de café. Também queremos saber quais são os planos dele para o Novo Plano Safra que precisa ser ampliado, em função dos aumentos de custos dos nossos insumos ”, Antônio Pitangui de Salvo, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG).

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido