Ouça a rádio

Compartilhe

Homem é baleado na testa, volta para a casa e dorme como se nada tivesse acontecido no Tocantins 

PM encontrou o jovem lúcido com 'algo' escorrendo pela testa semelhante à 'massa encefálica'

Bala foi encontrada amassada em uma rua

Um homem, de 25 anos, foi atingido por um tiro na testa e só procurou ajuda médica após sua mãe encontrar manchas de sangue em suas roupas em Araguaína, no norte do Tocantins.

A vítima passava de moto por uma rua do bairro residencial Itaipú, no último sábado (4), quando foi atingida pelo disparo, voltou para a casa e foi direto dormir. No dia seguinte, ele foi questionado por sua mãe sobre o ferimento.

À polícia, o homem, que foi encontrado sentado em uma cadeira com um ferimento na região da testa, revelou saber até o nome do autor do disparo. A bala foi encontrada pelos militares no meio da rua.

Segundo a corporação, na testa do homem escorria um líquido semelhante à “massa encefálica”. Porém, ele estava consciente e lúcido.

A vítima foi levada para o Hospital Regional de Araguaína pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A polícia realizou buscas na região, mas o suspeito não foi encontrado. A moto da vítima estava no setor Raizal e, ao lado dela, havia marcas de sangue e o projétil que a atingiu. O veículo foi entregue para o pai do homem.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

‘Muita sorte’

Ao G1, o neurocirurgião Antônio Sérgio Guimarães disse que a vítima teve “muita sorte”, pois se a bala atingisse outra região poderia ter sido fatal.

“É comum, mas também é muita sorte. Se entra em ângulo reto, entra no crânio, mas se a bala entra meio de lado, bate e desvia. Pode ter lesado as partes moles, a pele, e o crânio. Se pega só a parte frontal, a pessoa pode sair andando”, afirmou.

"Primeiro do calibre, da energia do projétil, se está próximo ou muito longe e se o projétil entra no compartimento encefálico, se transfixa de um lado para o outro, o que é muito grave, ou se atinge um hemisfério só. A gravidade é menor mas também é grave. Depende muito do local que é atingido no crânio", acrescentou ao site.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido