Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Após lesão de Gavi, Xavi revela que Fifa estuda mudança no calendário

Objetivo da entidade, segundo o técnico espanhol, é evitar lesões causadas pelo acúmulo de jogos

Técnico do Barcelona, Xavi considera positiva uma eventual mudança de calendário

Técnico do Barcelona, Xavi considera positiva uma eventual mudança de calendário

Divulgação/Barcelona

Técnico do Barcelona, Xavi Hernández, comentou sobre a possibilidade da Fifa elaborar um novo calendário voltado à Data-Fifa. A preocupação do espanhol se deu, principalmente, em decorrência de lesões e desgaste de atletas.

Convocado para a Seleção Espanhola, Gavi é um exemplo claro. O meio-campista sofreu uma ruptura ligamentar completa no joelho direito, em jogo contra a Geórgia, pelas Eliminatórias da Eurocopa 2024. O atleta deve ficar de oito a dez meses afastado dos gramados.

Segundo Xavi, a tendência é que, em um eventual novo calendário, os jogadores passem dois meses consecutivos entregues às respectivas seleções. Com isso, os atletas ficariam nove meses a serviço dos clubes, além de um mês de férias. A medida evitaria o desgaste excessivo com viagens, por exemplo.

“Não é fácil tantas viagens todos os meses, por exemplo: [Ronald] Araújo e Raphinha fizeram viagens de 13 ou 14 horas, quase não dormiram nem treinaram. E assim estão todas as equipes. A cada mês, um mês e meio andam viajando para América do Sul ou África. Penso que seria uma boa solução e que a Fifa já está estudando-a”, disse o treinador.

A nova alternativa, para Xavi, pode ser favorável. Além de Gavi, nesta Data-Fifa, Vinícius Júnior, da Seleção Brasileira, também deixou o campo lesionado, na partida contra a Colômbia, em Barranquilla.

Jornalista pela PUC Minas, Filipe Sodré é repórter multimídia no portal Itatiaia Esporte. Antes, passou por LANCE! e Esporte News Mundo. Tem experiência na cobertura esportiva diária, além de vídeos e podcasts.
Leia mais