Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Atlético lamenta morte de Palhinha, camisa 10 de time histórico do clube

Craque conquistou dois Campeonatos Mineiros pelo Galo

O Atlético utilizou as redes sociais para lamentar a morte de Vanderlei Eustáquio de Oliveira, o Palhinha. O clube prestou solidariedade aos familiares e fãs do ex-jogador, que faleceu na manhã desta segunda-feira (17), em Belo Horizonte.

Saiba mais sobre a história de Palhinha no Atlético

O craque defendeu o Galo em 1980 e 1981 e vestiu a camisa 10 do esquadrão que marcou a história do Alvinegro. Ele foi vice-campeão brasileiro em 1980 e era capitão da equipe no jogos das expulsões contra o Flamengo, pela Copa Libertadores de 1981.

“O Galo lamenta o falecimento de Palhinha, ex-jogador e ídolo do Clube, que nos deixou hoje pela manhã, aos 73 anos. Palhinha foi um dos grandes atletas do futebol brasileiro. No Galo, foi um dos craques daquele histórico time do início da década de 80, conquistando o Campeonato Mineiro em 1980 e 1981, além de ter chegado à final do Brasileiro de 80. Nossa solidariedade aos familiares e fãs”, escreveu o Atlético.

Revelado pelo Cruzeiro, Palhinha começou a carreira como um atacante avançado e passou a atuar como um meia-atacante na segunda metade da carreira, quando chegou ao Atlético após uma passagem marcante pelo Corinthians entre 1976 e 1979. No time paulista, ele conquistou o histórico Campeonato Paulista de 1977.

Com a camisa do Galo, entre os anos 1980 e 1981, vestindo o número 10, o craque marcou 27 gols em 77 partidas. Nessa passagem, foi bicampeão mineiro e também conquistou Torneio Costa do Sol, na Espanha.

Hugo Lobão é repórter multimídia do portal Itatiaia Esporte. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, passou por Hoje Em Dia, Record e Globo Esporte. Amante de esportes olímpicos.
Leia mais