Ouça a rádio

Compartilhe

Atlético vive dilema para inscrever reforços na Libertadores, mesmo após quatro saídas

O Atlético poderá inscrever apenas três dos quatro reforços anunciados neste janela de julho para sequência da Libertadores

O Atlético inscreveu 27 atletas na primeira fase da Libertadores; agora, com 23 no elenco, pode inscrever outros três

Se reforçando com peças importantes nesta janela de transferências, com quatro reforços já anunciados, o Atlético se fortalece para brigar novamente pelos títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil, conquistados em 2021, e da Libertadores, que no ano passado bateu na trave. Contudo, para o torneio de clubes mais importante da América do Sul, o clube terá uma pequena 'dor de cabeça' a ser resolvida para a próxima fase.

Após despachar o Emelec, do Equador, e avançar às quartas de final, na qual enfrentará o Palmeiras, em dois jogos, o alvinegro poderá inscrever apenas três novos atletas para a sequência da competição, mesmo com um número superior de saídas.

Na primeira fase da Libertadores, Dylan Borrero, Savarino, Tchê Tchê e Diego Godín foram inscritos e ajudaram o técnico Antonio Mohamed na caminhada inicial. Porém, agora defendendo outros clubes, terão os nomes retirados da lista. Com 23 nomes restantes, a expectativa dos torcedores era de que o zagueiro Jemerson e os atacantes Pedrinho, Alan Kardec e Cristian Pavón pudessem ser os substitutos.

De acordo com o regulamento da Conmebol, apenas três deles terão a oportunidade de figurar na nova lista, que ainda será enviada pelo Atlético à entidade.

Pavón

Suspenso por seis jogos no torneio, o argentino Pavón não foi inscrito na atual edição pelo Boca Juniors, clube ao qual pertencia até o último dia de junho. Com isso, segue com o mesmo número de partidas a cumprir fora de combate. Por estratégia, o Galo deve inscrevê-lo, mesmo que não possa atuar, para que ele vá 'abatendo' o débito com a Conmebol.

Em 2021, quando o próprio Atlético eliminou os Xeneizes nas oitavas, em duelo no Mineirão, o atacante foi um dos protagonistas de uma confusão generalizada já na zona mista do Gigante da Pampulha, e foi flagrado arremessando um bebedouro em direção a seguranças do estádio. A delegação do clube argentino terminou a noite e amanheceu numa delegacia da capital.

Pedrinho

Apresentado oficialmente nesta quinta-feira (7), o atacante Pedrinho ainda não sabe se poderá disputar as quartas da Libertadores. Com o contrato suspenso com o Shakthar Donetsk, da Ucrânia, ele só pode ser inscrito pelo Galo a partir de primeiro de agosto, seguindo regra especial da Fifa, devido ao conflito do país com a Rússia.

Ainda sem data definida para o primeiro confronto contra o Palmeiras, que será nos primeiros dias do próximo mês, o Atlético não sabe se terá tempo hábil para inscrever o atacante. Durante a apresentação, o diretor-executivo Rodrigo Caetano destacou o problema e prometeu fazer de tudo para viabilizar a inscrição.

"A última resolução da Fifa, que permite a inscrição para os atletas que estão em caráter de exceção, tanto na Ucrânia, como na Rússia, serem inscritos a partir de 1º de agosto. É uma realidade que ocorreu nos últimos dois dias e que nós vamos ter que nos adaptar", disse Caetano.

"Já pensando principalmente no calendário relacionado à Copa Libertadores, nós vamos tentar de todas as formas, clube com o apoio e ajuda dos agentes do Pedrinho, encontrar uma solução para que ele possa, no mínimo, estar inscrito para as quartas de final da Libertadores", acrescentou

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store