Ouça a rádio

Compartilhe

Atlético busca diante do Emelec seu primeiro gol fora do Brasil, em jogos das oitavas da Libertadores

Em quatro partidas pela fase em outro país, Galo soma duas derrotas por 1 a 0 e dois empates sem gol

Galo empatou sem gols com o Boca Juniors em 2021

DE GUAYAQUIL - O Atlético encara o Emelec nesta terça-feira (28), às 19h15 (de Brasília), no Estádio George Capwell, em Guaiaquil, buscando muito mais que a sua primeira vitória no Equador. O Galo tenta pela primeira vez marcar gol numa partida de oitavas de final da Copa Libertadores disputada fora do Brasil.

Será a oitava participação do Galo nesta fase da competição, a quinta contra um time estrangeiro. Isso porque em 2000, o adversário foi o Athletico-PR, em 2013, o São Paulo, e em 2015, o Internacional, com o Atlético passando pelos dois primeiros e caindo diante do Colorado. Nas três partidas em que foi visitante, o time alvinegro balançou a rede adversária.

Antes de encarar o Emelec, os alvinegros já tinham viajado para fora do Brasil para jogar, pelas oitavas de final da Libertadores, contra Atlético Nacional (Colômbia), Racing e Boca Juniors (Argentina) e Jorge Wilstermann (Bolívia).

A primeira vez que o Atlético saiu do país para jogar pelas oitavas da principal competição de clubes da América foi em 2014. Foi a Medellín encarar o Atlético Nacional, em 23 de abril. E voltou com uma derrota por 1 a 0, gol de Cardenas, resultado que provocou a queda do técnico Paulo Autuori. Na volta, sob o comando de Levir Culpi, o Galo empatou por 1 a 1 e foi eliminado.

Em 27 de abril de 2016, os alvinegros foram a Avellaneda jogar contra o Racing a ida das oitavas de final. E ficaram no 0 a 0. Na volta, no Independência, a vitória por 2 a 1 garantiu a sequência do time comandado pelo uruguaio Diego Aguirre.

No ano seguinte, o Galo viveu nas oitavas da Libertadores um dos maiores vexames da sua história internacional. Em 5 de julho de 2017 foi derrotado pelo Jorge Wilstermann, da Bolívia, em Cochabamba, por 1 a 0.

Na volta, no Mineirão, o empate por 0 a 0 provocou a primeira eliminação de um clube brasileiro para um boliviano na história da competição.

La Bombonera

O quarto capítulo desta história foi no ano passado, na lendária La Bombonera, em Buenos Aires. O Atlético teve pela frente, nas oitavas de final, o tradicional Boca Juniors. Os dois empates por 0 a 0 levaram a decisão da vaga para os pênaltis, com o Galo vencendo essa disputa, no Mineirão, por 3 a 1.

Agora, diante do Emelec, os alvinegros jogarão pela quinta vez fora de casa pelas oitavas da Libertadores. Será a quinta partida no Equador também, somando compromissos por competições sul-americanas e amistoso.

E o Galo vai buscar seu primeiro gol fora do Brasil nas oitavas da principal competição de clubes da América e também a primeira vitória em solo equatoriano, pois nos quatro jogos já disputados soma três derrotas e um empate.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store