Ouça a rádio

Compartilhe

Atlético completa 100 jogos no Maracanã; veja números no estádio

Torcedor do Galo já comemorou títulos e lamentou derrotas duras em um dos principais palcos do futebol mundial

Torcida do Atlético marcou presença na partida do título contra o Botafogo

Nesta quarta-feira (8), o Atlético enfrenta o Fluminense, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro e, ao mesmo tempo, chega a uma marca histórica. A partida desta noite será a 100ª do clube no Maracanã, um dos estádios mais icônicos do mundo.

O palco de duas finais de Copa do Mundo traz lembranças contraditórias ao torcedor alvinegro. De derrotas doloridas ao primeiro título do Campeonato Brasileiro, a história do Galo no Mário Filho é extensa e rica.

Analisando os números frios, o desempenho não é dos melhores. Nas 99 partidas disputadas no Maraca, o Galo tem 22 vitórias e 27 derrotas, além de 50 derrotas, o que resulta em 31, 3% de aproveitamento no geral (veja o retrospecto contra cada time abaixo).

A boa notícia é que, dentre os quatro grandes do Rio de Janeiro, é justamente contra o Fluminense, adversário desta terça-feira, que o Atlético costuma se dar melhor atuando no estádio. Em caso de resultado positivo, o time do técnico Antonio Mohamed pode até assumir a liderança se Corinthians e Palmeiras tropeçarem na rodada.

Na história contra o Tricolor carioca, são seis vitórias, oito empates e sete derrotas no Maracanã, o que resulta em 41,2% de aproveitamento. O primeiro triunfo no palco da partida desta noite foi justamente contra o time das Laranjeiras, em partida válida pelo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o Robertão, de 1967.

Histórico

Dentre todas as 22 vitórias atuando no Maracanã, uma entra na galeria de partidas mais importantes de toda a história do Atlético. Precisando de apenas um empate para garantir o título do Campeonato Brasileiro de 1971, o time comandado por Telê Santana venceu o Botafogo por 1 a 0 no dia 19 de novembro daquele ano. O gol de Dario garantiu a taça conquistada no Rio de Janeiro.

Quase dez anos depois, outro centroavante calou o estádio por alguns minutos. Machucado, Reinaldo empatou a final do Brasileirão de 1980 contra o Flamengo, resultado que ia dando o título para o Galo. Depois de um impedimento polêmico de Palhinha, que acabou resultando também na expulsão do Camisa 9 do Galo por entrar na frente da bola, Nunes fez bela jogada e marcou o gol da conquista rubro-negra para a festa da maioria no Maraca.

Protagonista desta geração, uma das maiores da história do Atlético, o Rei também é o maior artilheiro do Atlético no estádio. O craque balançou as redes dez vezes no Mário Filho. Atrás dele, estão o companheiro Éder e Lôla, um dos heróis de 1971.

Inusitado

Em 1999, antes de se enfrentarem na final do Campeonato Brasileiro daquele ano, Corinthians e Atlético fizerem uma partida no Maracanã. Cumprindo suspensão, o Timão levou a partida para o Rio de Janeiro e se deu mal. O Galo goleou o rival por 4 a 0, com dois gols de Guilherme, um de Robert e um de Lincoln.

Retrospecto contra todos os times

  • Flamengo: 34 jogos - 6 vitórias - 6 empates - 22 derrotas - 23,5% de aproveitamento

  • Fluminense: 21 jogos - 6 vitórias - 8 empates - 7 derrotas - 41,2% de aproveitamento

  • Vasco: 17 jogos - 5 vitórias - 6 empates - 6 derrotas - 41,1 % de aproveitamento

  • Botafogo: 15 jogos - 2 vitórias - 4 empates - 22,2% de aproveitamento

  • América: 8 jogos - 1 vitória - 3 empates - 4 derrotas - 25% de aproveitamento

  • Bangu: 2 jogos - 1 vitória - 0 empate - 1 derrota - 50% de aproveitamento

  • Corinthians: 1 jogo - 1 vitória - 100% de aproveitamento

  • Seleção Brasileira: 1 jogo - 1 derrota - 0% de aproveitamento

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido