Ouça a rádio

Compartilhe

Produtores de flores buscam recuperação pós pandemia

Além de atender o mercado interno, as flores e plantas produzidas em Minas também são exportadas

Setor mineiro de plantas ornamentais busca recuperação

Depois de um período de dificuldades devido à crise sanitária, os produtores de plantas ornamentais e flores de Minas estão buscando a recuperação, visando o mercado nacional e também as exportações. Além de atender o mercado interno, as flores e plantas produzidas em Minas também são exportadas. No ano passado, foram 268 toneladas embarcadas, que movimentaram US$ 2,1 milhões.

De acordo com a Superintendência de Inovação e Economia Agropecuária da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Minas Gerais se destaca na produção de plantas ornamentais e flores, registrando a cada ano uma perspectiva de crescimento do setor. E com a melhora da pandemia, a volta dos eventos e encontros presenciais, o setor está otimista e espera para este ano, um desempenho melhor que em 2021. 

Devido à localização e às condições climáticas favoráveis do estado, Minas viu nascer diversos polos de produção de flores. Além de Barbacena, o mais famoso, Andradas e Munhoz também se destacam no setor. Segundo os dados da Seapa, Minas é o segundo maior produtor do País, atrás somente de São Paulo. Ao todo, são 2,5 mil hectares cultivados e cerca de 500 produtores. 

Na região do Campo das Vertentes, Barbacena, se consolidou na floricultura de corte, – usadas em arranjos e buquês - com destaque para a produção de rosas. Na cidade de Dona Euzébia, na região da Zona da Mata, o forte é o cultivo de plantas ornamentais e para jardins, como as palmeiras. A produção mineira inclui ainda o cultivo de plantas em vasos, além da produção de sementes, bulbos e mudas de árvores de grande porte.

Cuidados com a casa e decoração do lar

Mesmo sem a realização de eventos e festas, o setor de flores se sustentou na pandemia com as vendas voltadas para o varejo. É que com as pessoas ficando mais reclusas, cresceu a vontade de cuidar mais da casa e o movimento de comprar flores para usar na decoração do lar. Assim, o aumento das vendas nos supermercados, do atendimento on-line e da diversidade de flores ajudou a impulsionar o mercado. E para este ano, as expectativas são positivas e a tendência é de crescimento para o setor de plantas ornamentais e flores.

Retomada das exportações

A vontade das pessoas de tornar os ambientes mais agradáveis com o uso de flores também existiu no exterior. E apesar da crise sanitária, os produtores de flores atenderam o mercado externo. Em 2021, Minas exportou 268 toneladas de flores, um aumento de 51% frente às 182 toneladas registradas em 2020. Em relação ao faturamento, a alta ficou em 56% e somou US$ 2,1 milhões. 

Os principais municípios exportadores foram Diamantina, com a movimentação de US$ 1,1 milhão, e Contagem, com US$ 567 mil.


ITATIAIA. AQUI TEM MINEIRIDADE. OFERECIMENTO: MINAS GERAIS – GOVERNO DIFERENTE, ESTADO EFICIENTE; GERDAU. BRASILEIRA DE NASCIMENTO. MINEIRA DE CORAÇÃO E SISTEMA FECOMÉRCIO MG, SESC, SENAC E SINDICATOS PATRONAIS - SEMPRE ATUANTES E PRESENTES NA VIDA DOS MINEIROS. 

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido