Ouça a rádio

Compartilhe

Entenda as consequências de Belo ter R$ 7 milhões bloqueados após disputa com Denilson

Ex-jogador era empresário e investidor do grupo de pagode Soweto, integrado pelo cantor no início dos anos 2000

Denílson e Belo estão envolvidos em disputa judicial

No início dos anos 2000, Belo integrava o grupo de pagode Soweto e decidiu sair. A quebra de contrato até hoje gera dor de cabeça para o cantor. Na época, o ex-jogador Denilson era empresário e investidor do grupo.

Em 2004, a Justiça condenou Belo a pagar uma indenização de 388 mil à Denilson, devido à quebra de contrato. O juiz entendeu que a saída do vocalista antes do fim do contrato acabou atrapalhando diretamente a venda de shows e a sobrevivência do conjunto.

Os dois fizeram um acordo em que os valores arrecadados em apresentações de Belo seriam transferidos para uma conta do ex-jogador. De acordo com Denilson, o dinheiro jamais foi recebido.

Nesta semana, a Justiça de São Paulo determinou o bloqueio de R$ 7 milhões que seriam destinados ao cantor pelo pagamento de um show que ele fará com Thiaguinho, no dia 20 de agosto, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Segundo a determinação, ficou estabelecido que as empresas responsáveis pela venda de ingressos do evento que Belo fará ao lado de Thiaguinho realizem um depósito judicial "até o limite do valor incontroverso do débito", de R$ 7 milhões.

O que posso adiantar é que, diante de todo esse imbróglio, outros contratantes estão receosos de fechar novas apresentações com Belo por conta do risco de ter os valores da venda de ingressos retidos pela Justiça. Nas últimas horas, alguns organizadores de importantes eventos declinaram nas tratativas para contratação do artista. A equipe do cantor está bastante preocupada e tem feito questão de explicar que não há bloqueio da receita bruta do evento, e que a decisão é referente apenas ao valor da apresentação de Belo. Inclusive, o advogado do cantor já entrou com recurso e também solicitou a revisão do valor estipulado na decisão.

Leia Mais

Bruno Tabata

Revelado pelo Galo, meia está perto do Palmeiras e pode enfrentar o Atlético na Libertadores

LIGA

O egoísmo está atrasando a evolução do futebol brasileiro

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA