Ouça a rádio

Compartilhe

Ministério Público abre inquérito para investigar atuação de ex-diretor da gestão Kalil na PBH

Guilherme de Souza Barcelos era responsável pela Diretoria de Acompanhamento Legislativo da Secretaria Municipal de Governo

Ex-diretor da gestão Kalil está na mira do MP

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) instaurou, na última quarta-feira (22), um inquérito para investigar possíveis irregularidades que teriam sido cometidas na atuação do ex-diretor de Acompanhamento Legislativo da Secretaria Municipal de Governo na gestão do ex-prefeito Alexandre Kalil (PSD).

Segundo a portaria que instaurou a investigação, uma denúncia anônima levada ao MP levaria informações de "diversas práticas irregulares atribuídas à pessoa identificada como Guilherme de Souza Barcelos, em tese, responsável pela Diretoria de Acompanhamento Legislativo da Secretaria Municipal de Governo de Belo Horizonte".

A coluna apurou que, no inquérito, uma das alegações é de que Barcelos, também conhecido como "Papagaio", atuaria, principalmente, como formador de chapas de partidos aliados do ex-prefeito para as eleições.

Papagaio atuou como presidente do PHS de Belo Horizonte na primeira eleição de Kalil à prefeitura, em 2016. Na época, ex-prefeito também era filiado à legenda.

No ano passado, o Conselho de Ética Pública da PBH arquivou um procedimento que pedia a apuração da atuação de Papagaio na prefeitura. A justificativa do arquivamento era de que o ex-assessor já havia sido exonerado da administração municipal - ele deixou a gestão em março deste ano, dias depois da renúncia de Kalil.

A coluna fez contato com o ex-diretor legislativo e com a assessoria do ex-prefeito na última sexta-feira (24), mas, até a manhã desta segunda-feira (27), não houve retorno.

Leia Mais

Bruno Tabata

Revelado pelo Galo, meia está perto do Palmeiras e pode enfrentar o Atlético na Libertadores

LIGA

O egoísmo está atrasando a evolução do futebol brasileiro

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA