Ouça a rádio

Compartilhe

Após críticas de Ciro a Miguel Corrêa, Mário Heringer vai renunciar à presidência do PDT mineiro

Heringer comunicou que, por conta das falas fortes, não se sente mais à vontade de coordenar o partido e a campanha a nível estadual.

O deputado federal Mário Heringer (PDT-MG) comunicou ao presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, na noite deísta quinta-feira (25), que vai renunciar ao cargo de presidente do partido em Minas. 

A decisão do parlamentar acontece em meio a críticas fortes do presidenciável pedetista, Ciro Gomes, ao pré-candidato a governador do PDT no Estado, Miguel Corrêa. Responsável pela articulação política em Minas, Heringer comunicou a Lupi que, por conta das falas fortes, não se sente mais à vontade de coordenar o partido e a campanha a nível estadual.

Em conversa com a coluna, Heringer disse que continuará pedindo votos para Ciro Gomes e seguirá no PDT, apesar da decisão de sair da presidência estadual.

Leia Mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA

Bolsonaro critica paridade de preços internacionais na Petrobras

INVESTIGAÇÃO

Contador ligado a Lula é suspeito de lavar R$ 16 milhões em loteria com PCC

Eleição 2022

Eduardo Leite anuncia que vai disputar o governo do Rio Grande do Sul pelo PSDB

MINISTRO SOLTO

Bolsonaro minimiza prisão de Milton Ribeiro: 'não foi corrupção, foi tráfico de influência. É comum'

'ABRINDO O JOGO'

André Janones quer taxar fortunas e diz que Gusttavo Lima se escondeu ‘embaixo da cama’

Acesso rápido