Ouça a rádio

Compartilhe

Turco Mohamed e seus fantasmas no Galo

Treinador atleticano tem rendimento idêntico a Cuca; mesmo assim, sofre críticas

Mohamed convive com 'fantasmas' no comando do Atlético

Uma parte da torcida do Atlético tem ressalvas quanto ao trabalho do técnico Antônio Mohamed, com os mais diversos argumentos para tentar justificar o que os números insistem em desmentir.

Enquanto escrevo essa coluna, O Turco tem 32 jogos à frente da equipe atleticana, com 22 vitórias, sete empates e três derrotas e aproveitamento de mais de 70%.

Nesse momento no Campeonato Brasileiro, o Atlético tem a mesma pontuação que tinha ao final da nona rodada em 2021.

O que mudou é a forma como os dois times chegaram a esta pontuação. No ano passado, o time de Cuca tinha cinco vitórias, um empate e três derrotas, a equipe atual venceu quatro jogos, empatou outros quatro e possui apenas uma derrota.

Campeão mineiro, da Super Copa do Brasil, classificado para as oitavas de final das Copas Libertadores e do Brasil. Mas na memória do torcedor do Galo, vive a lembrança do time que foi praticamente imbatível na temporada passada.

Só que neste ano, as coisas mudaram. Basta olhar para a classificação de momento do Campeonato Brasileiro, onde apenas seis pontos separam o líder Corinthians, do Flamengo, o 11º colocado.

Isso mostra que não houve uma regressão do time atleticano, mas uma evolução das demais equipes. Como bem disse o comentarista Alexandre Simões durante o programa Mesa Redonda, do dia 21 de maio, além da evolução dos adversários, o Atlético precisa ficar atento para não entrar numa espiral de cobranças por uma performance idêntica da temporada passada, como acontece por exemplo, com o Flamengo, que não conseguiu sair do circulo de 2019.

A desfavor do Turco Mohamed existe ainda a queda na qualidade do elenco atleticano, em relação ao grupo de jogadores que estiveram à disposição do técnico Cuca. Deixaram o Atlético, nomes como Diego Costa, Dylan Borrero, Savarino, Natan “Pescador”, Hyoran, Tchê Tchê e as peças de reposição são garotos da base, ou apostas da diretoria, como Fábio Gomes. Essa uma contratação questionada.

Dos reforços contratados pela diretoria para esta temporada, Ademir e Otávio se mostraram bastante assertivos, enquanto o uruguaio Godín, de certa forma, ainda é uma incógnita. Mais pela adaptação ao futebol brasileiro após anos atuando na Europa, do que por sua capacidade como zagueiro titular da seleção do Uruguai.

Se serve de consolo, o treinador atleticano terá o argentino Pavón e muito provavelmente o zagueiro Jemerson como reforços na janela de transferências que se abrirá em dias.

O zagueiro é cria da base atleticana e por falar nisso, o treinador atleticano merece os parabéns por descobrir as diversas virtudes do garoto Rubens. Uma grata surpresa como há muito temo a base atleticana não proporciona ao seu torcedor.

Turco Mohamed tem convivido com lesões de jogadores importantes e está promovendo um rodízio, para tentar aliviar a carga de jogos, visando as fases decisivas, especialmente das competições de mata mata, como Libertadores e Copa do Brasil.

Isso não significa que o trabalho dele está perfeito, longe disso. Na minha modesta opinião, o treinador do Atlético precisa provocar algumas evoluções e melhorias no time. Precisa envolver mais Matias Zaracho na forma de jogar do seu time, volta-lo ao patamar de motor do time, já que isso dará uma dinâmica totalmente diferente da atual.

Além da evolução na forma de jogar time, também pesa contra o Turco, o eterno fantasma de Cuca, considerado o maior treinador da história atleticana. E quanto a isso, resta saber se o argentino ira incorporar o espirito dos personagens de um sucesso dos cinemas da década de 80 e caçar os fantasmas que surgirem no seu caminho.

Leia Mais

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA

ALÉM DE SAFADÃO

Além de Safadão, outros famosos tiveram rompimentos polêmicos com seus empresários. Relembre! 

ELEIÇÕES 2022

MDB mineiro tem pré-candidato ao Senado, mas resiste à pressão por aliança com PSDB para o Governo

Acesso rápido