Ouça a rádio

Compartilhe

Partidos se reúnem em Brasília para discutir possibilidade de aliança com a chapa de Zema

Legendas se unem para tentar garantir indicações e espaços. A chapa do governador ainda não definiu nome de vice e nem para o senado

Partidos que pleiteiam aliança com o governador Romeu Zema (Novo) para as eleições planejam se reunir nesta terça-feira (5) à noite em Brasília para, juntos, tentarem apresentar nomes para a chapa. Caso não sejam contemplados com a participação que consideram justa, integrantes de algumas das legendas afirmam que podem não apoiar o governador. A princípio, estão confirmados na reunião Progressistas, União Brasil, Patriota, Avante e Partido Liberal.

Nessa segunda-feira (4), Zema se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (PL) no Palácio do Planalto. Participaram da reunião o secretário de governo Igor Eto (Novo), responsável pela articulação política do governador; o ex-ministro da Defesa General Braga Neto, que deve ser o vice de Bolsonaro; e o deputado federal Marcelo Aro (PP), líder de governo na Câmara dos Deputados e que foi cotado para ser vice na chapa de Zema e agora é cotado para o senado.

O desejo de Bolsonaro é ter um palanque forte em Minas Gerais, onde no ex-presidente Lula está na frente nas pesquisas. O pré-candidato do presidente no Estado é o senador Carlos Viana (PL) e o pré-candidato ao senado é o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio. Nos bastidores, considera-se a possibilidade de o PL indicar o senador na chapa de Zema. No entanto, o Novo já tem pré-candidato à presidência, que é Luiz Felipe D´Ávila, que tem como vice o deputado federal Tiago Mitraud (Novo).

Uma saída discutida é que Zema faça um palanque informal para Bolsonaro, com os dois aparecendo juntos em eventos e entregas de agendas.

Leia Mais

Bruno Tabata

Revelado pelo Galo, meia está perto do Palmeiras e pode enfrentar o Atlético na Libertadores

LIGA

O egoísmo está atrasando a evolução do futebol brasileiro

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA