Ouça a rádio

Compartilhe

Pé de guerra: Senado tem data marcada para votar requerimento de convocação de Guedes

Parlamentares querem explicações do Ministro da Economia e do Presidente da Petrobrás sobre alta dos combustíveis

Senador Alexandre Silveira (PSD-MG) no plenário da Casa

A Comissão de Assuntos Econômicos e Infraestrutura do Senado deve votar nesta terça-feira (21) requerimento do senador Alexandre Silveira (PSD-MG) para a convocação do Ministro da Economia, Paulo Guedes e do Presidente da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho. O parlamentar quer explicações do governo e da estatal o novo aumento de preço dos combustíveis.

Segundo o senador, as ações do ministro e do presidente da Petrobrás podem causar uma convulsão social no Brasil e é “mais um cuspe na cara da sociedade brasileira”. Ainda segundo Silveira “o Ministro da Economia já não reúne as mínimas condições de seguir no posto, pois está totalmente desconectado da realidade. Não há mais credibilidade”, afirmou.

Não há dicotomia, segundo Pacheco

Depois do presidente Jair Bolsonaro (PL) defender a abertura de CPI contra a Petrobrás e de o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP) dizer que o presidente da estatal precisa renunciar, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD) defendeu a criação de uma conta de estabilização e disse que “é inexistente a dicotomia Petrobras e Governo, pois a União é a acionista majoritária da estatal e sua diretoria indicada pelo Governo", sugerindo que ao invés de se opor publicamente contra a Petrobrás, o governo tem poder de mudar a realidade.

Lira vai se reunir nesta segunda-feira (20) com líderes da Câmara para discutir o assunto.

Leia Mais

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA

ALÉM DE SAFADÃO

Além de Safadão, outros famosos tiveram rompimentos polêmicos com seus empresários. Relembre! 

ELEIÇÕES 2022

MDB mineiro tem pré-candidato ao Senado, mas resiste à pressão por aliança com PSDB para o Governo

Acesso rápido