Ouça a rádio

Compartilhe

Deputados do PP chamam de “traição” indicação de Mateus Simões para vice de Zema

Insatisfeitos, parlamentares do PP cogitam mudar presidência do partido em MG para retirar apoio à Zema. Marcelo Aro (PP) pediu que pares dêem voto de confiança à chapa do governador

Depois da informação, divulgada em primeira mão pela coluna, de que deputados do Partido Novo, em reunião no sábado, fecharam questão em torno do nome do ex-secretário Mateus Simões (Novo) como candidato a vice do governador Romeu Zema, a bancada do PP se reuniu em Brasília, nesta terça-feira (14), para discutir o assunto. O encontro foi definido como “tenso” pelos presentes. A reunião foi entre os deputados do PP que esperavam que o deputado federal, Marcelo Aro (PP), fosse indicado como vice de Zema. A notícia de que o partido sinalizou para uma dupla puro sangue caiu como uma bomba para filiados ao PP e a outros partidos que apoiavam a candidatura de Aro.

Procurado pela coluna, o parlamentar disse que “independentemente de qualquer decisão, apoiará o governador Romeu Zema e que o importante é a reeleição do atual governante”. No entanto, os pares de Aro não ficaram satisfeitos com a posição do Novo. Como eles sabem que o apoio de Aro à Zema é incondicional, cogitam a possibilidade de mudar a presidência do partido em Minas para que retirem o apoio ao governador. Alguns estão querendo abrir conversa com outros candidatos. “Aro pediu um voto de confiança para continuarmos com o Zema. Diante disso estamos conversando para mudar a presidência do partido para que outro deputado possa conduzir as conversas”, afirmou um dos presentes. A bancada mineira do PP na Câmara dos Deputados tem 7 parlamentares e é a maior do Estado.

Ainda segundo alguns integrantes do partido, abrir a aliança e não ofertar a vaga de vice “é como convidar alguém pra se hospedar em casa e oferecer o porão pra pessoa dormir”. No entanto, se o Novo decidir, em definitivo, por Mateus Simões, Aro terá que fazer a opção se aceita ou não a vaga para o senado.

Leia Mais

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA

ALÉM DE SAFADÃO

Além de Safadão, outros famosos tiveram rompimentos polêmicos com seus empresários. Relembre! 

ELEIÇÕES 2022

MDB mineiro tem pré-candidato ao Senado, mas resiste à pressão por aliança com PSDB para o Governo

Acesso rápido