Ouvindo...

Times

Pretenso candidato, Zé Dirceu defende que sem ampliar base fica “impossível Lula governar”

Após STF ter reconhecido prescrição de penas da operação Lava-Jato, Zé Dirceu planeja recuperar direitos políticos e se candidatar a deputado federal em 2026

O ex-ministro, José Dirceu, está em Belo Horizonte, nesta segunda-feira (17), e tem circulado o Brasil para realização de encontros políticos. Depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu a prescrição das penas por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em maio deste ano, o petista pretende recuperar os direitos políticos e se candidatar a deputado federal em 2026. Zé Dirceu chegou a ficar preso, após ter sido condenado pela 13ª Vara Federal de Curitiba (PR) a 8 anos, 10 meses e 28 dias de prisão por suposto recebimento de propinas em um contrato firmado entre a Petrobras e a empresa Apolo Tubulars.

Governabilidade
Em uma reunião fechada, na capital mineira, ele disse que "é impossível Lula governar como está governando”. Para o ex-ministro, ao mesmo tempo que o presidente concretrizou um feito histórico ao vencer as eleições em um período em que a direita e a extrema direita estavam vencendo pleitos no mundo inteiro, a configuração do Congresso (com mais de 300 parlamentares alinhados à centro-direita) é um risco à governabildade.

Preocupações
Dirceu afirmou aos pares que tem duas preocupações: o número de opositores no parlamento e a direção do próprio partido, para a qual ele pretende eleger um grupo aliado. O petista defendeu uma mudança de correlação de forças que passa pelo foco nas eleições municipais e pelo aumento de parlamentares de esquerda. Segundo ele, em 2026, o número precisa subir para, no mínimo, 200.

Agenda em BH
A primeira agenda de Zé Dirceu em BH foi com lideranças ligadas aos deputados federal Miguel Ângelo (PT) e do deputado estadual Marquinho Lemos (PT). Na sequência, se encontra com integrantes das bancadas municipal, estadual e federal e, depois, participa de evento na Central Única dos Trabalhadores (CUT).

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Edilene Lopes é jornalista, repórter e colunista de política da Itatiaia e podcaster no “Abrindo o Jogo”. Mestre em ciência política pela UFMG e diplomada em jornalismo digital pelo Centro Tecnológico de Monterrey (México). Na Itatiaia desde 2006, já foi apresentadora e registra no currículo grandes coberturas nacionais, internacionais e exclusivas com autoridades, incluindo vários presidentes da República. Premiada, em 2016 foi eleita, pelo Troféu Mulher Imprensa, a melhor repórter de rádio do Brasil.
Leia mais